EFICIÊNCIA, DESREGULAMENTAÇÃO FINANCEIRA E CRESCIMENTO ECONÔMICO: UMA ABORDAGEM PÓS-KEYNESIANA

Rogério Sobreira

Resumo


Este texto procura discutir a assertiva corrente na teoria econômica convencional, segundo a qual políticas de desregulamentação financeiras são funcionais ao crescimento econômico, uma vez que as mesmas eliminariam as restrições à transferência de poupança ao mesmo tempo que criariam estruturas financeiras mais eficientes. Neste sentido, procura-se mostrar que tais políticas, ainda que facilitem o acesso de fundos pelo tomador, elevam sobremaneira a fragilidade dos sistemas financeiros, uma vez que às mesmas estão associadas a criação de novos instrumentos (derivativos) que têm um caráter intrinsecamente especulativo.

Palavras-chave


Desregulamentação financeira. Derivativos. Crescimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10638



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456