Freqüência de ácaros em cães e gatos no município de Mossoró, Rio Grande do Norte

Gilton Silva da Rocha, Silvia Maria Mendes Ahid, Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra, Kilder Dantas Filgueira, Julianna Pereira da Silva Santos

Abstract


Os ectoparasitos são causadores de dermatopatias nos animais domésticos, acometendo, freqüentemente, cães e gatos e podendo assumir um possível potencial zoonótico. Assim, o presente trabalho teve por objetivo descrever a ocorrência de ácaros, causadores de sarnas, em cães e gatos, no município de Mossoró, estado do Rio Grande do Norte. O estudo foi conduzido entre fevereiro de 2002 a janeiro de 2007, no qual foram coletadas amostras de 503 animais (entre cães e gatos), através de raspados cutâneos, individualmente identificados e diagnosticados no Laboratório de Parasitologia Animal da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). A análise dos dados foi realizada por meio de freqüência absoluta e relativa. Em relação aos cães, 77 (18,6%) apresentaram alguma espécie de ácaro, com 70 (90,9%) positivos para

 

Demodex canis e 7 (9%) acometidos por Sarcoptes scabiei var. canis, enquanto que, em gatos, os positivos representaram 26 (28,5%) animais, com presença de 18 (69,2%) felinos com Notoedres cati, 4 (15,3%) positivos para S. scabiei e 4 (15,3%) com Lynxacarus radovskyi. Os caninos e felinos estudados apresentaram ácaros distintos.


Keywords


Dermatologia; Ácaros; Diagnóstico; Ocorrência; Carnívoros domésticos



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.17297

Copyright (c) 2018 Gilton Silva da Rocha, Silvia Maria Mendes Ahid, Ana Carla Diógenes Suassuna Bezerra, Kilder Dantas Filgueira, Julianna Pereira da Silva Santos

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.