Amiloidose sistêmica do tipo AA em um canino Shar-pei Chinês

Luciana Sonne, Eduardo Conceição de Oliveira, Adriana da Silva Santos, Saulo Petinatti Pavarini, Pedro Soares Bezerra Júnior, Nadia Aline Bobbi Antoniassi, Jardel Pereira Tessari, David Driemeier

Abstract


A deposição sistêmica do amilóide pode ocorrer de forma hereditária, a predisposição ocorre principalmente em gatos Abissínios e cães da raça Shar-pei Chinês. Um canino da raça Shar-pei Chinês foi encaminhado para necropsia no Setor de Patologia Veterinária da UFRGS. O canino apresentava aumento de volume dos membros posteriores e nos seus exames bioquímicos havia um aumento significativo de creatinina e uréia. Na necropsia observou-se edema nos membros posteriores, rins pálidos e mineralização na região medular renal. Erosões bilaterais na região ventral da língua, mineralização no endocárdio do átrio esquerdo, parede das artérias aorta e pulmonares também foram observados. Fragmentos de rim, mergulhados em solução de lugol, demonstraram inúmeros pontos escuros que corresponderam ao depósito de amilóide nos glomérulos. Na histopatologia, se evidenciou a presença de proteínas amilóides no rim, fígado e tireóide, resultado este confirmado pela coloração de vermelho Congo. A diferenciação com permanganato de potássio demonstrou ser um amilóide do tipo AA. No canino analisado não havia indício de doença inflamatória crônica. Com isso, supõem-se que a amiloidose seja de causa hereditária.


Keywords


Caninos; Shar-pei Chinês; Amilóide



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.17246

Copyright (c) 2018 Luciana Sonne, Eduardo Conceição de Oliveira, Adriana da Silva Santos, Saulo Petinatti Pavarini, Pedro Soares Bezerra Júnior, Nadia Aline Bobbi Antoniassi, Jardel Pereira Tessari, David Driemeier

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.