Aspectos epidemiológicos da neoplasia mamária canina

Luciana Oliveira de Oliveira, Rosemari Teresinha de Oliveira, Alexandre Paulino Loretti, Rafael Rodrigues, David Driemeier

Abstract


Tumor de mama é a neoplasia mais freqüente em cadelas, entretanto, há controvérsias sobre os fatores que influenciam o desenvolvimento do tumor. O objetivo deste trabalho foi estudar o perfil das cadelas com tumor de mama atendidas no Hospital de Clínicas Veterinárias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (HCV-UFRGS). Foram coletados os dados de 85 cadelas apresentando neoplasias mamárias, entre junho de 1999 e maio de 2000. Foram analisados o tempo de evolução dos tumores, neoplasias anteriores, histórico reprodutivo, localização, tamanho dos nódulos, ulcerações, metástases pulmonares e resultados da histopatologia. A partir destes dados, 71,8% foram lesões malignas e, 28,2%, benignas. A maioria dos malignos foi de carcinomas e, dos benignos, adenoma. A idade média foi de 9 anos para as cadelas com tumores benignos e de 9 anos para os malignos. O progestágeno foi associado a um maior número de tumores benignos. As pseudocieses foram relacionadas a tumores de mama malignos. Tanto o uso de progestágenos como as pseudocieses foram relacionados com o aparecimento precoce de neoplasias mamárias em cadelas.


Keywords


Tumor; Mama; Cães; Pseudocieses; Progestágenos



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.17079

Copyright (c) 2018 Luciana Oliveira de Oliveira, Rosemari Teresinha de Oliveira, Alexandre Paulino Loretti, Rafael Rodrigues, David Driemeier

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.