Percentagem de gordura de cavalos criados em região tropical

Hélio Cordeiro Manso Filho, Helena Emília Costa Cordeiro Manso, Lúcia Maia Cavalcanti Ferreira, Tito Alves Santiago, Erika Korinfsky Wanderley, José Mário Girão Abreu

Abstract


Determinação da percentagem de gordura corporal (PG) pode contribuir para avaliar práticas de manejo nutricional e de treinamento. O objetivo do trabalho foi determinar a PG em equinos em condições tropicais. Froram analisados 121 cavalos, agrupados em: reprodução (subgrupos: jovens, éguas vazias, égua gestação I e II, égua lactação I e II e garanhão) e atletas (subgrupos: vaquejada e marcha). A PG foi avaliada a partir da camada de gordura pela ultrassonografia. Os resultados foram submetidos a ANOVA e o método de Tukey para animais de reprodução e o teste T para atletas. Demonstrou-se variação na PG no grupo reprodução, sendo que os jovens (~10,4%) apresentaram menor PG que o garanhão (~16,6%), égua vazia (~14,0%) e égua gestante I (~14,8%) e II (~15,5%) (p<0,05). Fêmeas lactantes obtiveram PG semelhante aos animais jovens. Também observou-se que animais que competem em vaquejada (~10,8%) possuem menor PG do que os de marcha (~14,7%) (p<0,05). A determinação da PG é importante para a compreensão das adaptações metabólicas durante as diferentes fases produtivas e/ou de treinamentos em condições tropicais de estabulação e criação, podendo ser importante para o estabelecimento de práticas de manejo adequadas nos grupos estudados.


Keywords


Equinos; Composição corporal; Reprodução, Exercício



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.16336

Copyright (c) 2018 Hélio Cordeiro Manso Filho, Helena Emília Costa Cordeiro Manso, Lúcia Maia Cavalcanti Ferreira, Tito Alves Santiago, Erika Korinfsky Wanderley, José Mário Girão Abreu

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.