Observação de diferentes graus de lesões em estômagos e úlcera gástrica em leitões de creche. Isolamento de Arcobacter cryaerophilus

Sérgio José de Oliveira, Roberto Tesi Bernardi, Vanessa Daniele Mottin, Diego Hepp, Daniel Thompsen Passos

Abstract


A úlcera gástrica (UG) é uma doença multifatorial, sendo uma das principais causas de morte súbita e esporádica de reprodutores. No suíno, as lesões de UG são localizadas na

 

pars oesophagea do estômago, na qual o epitélio não é glandular. As causas das lesões estomacais são múltiplas, não havendo, até o momento, confirmação de envolvimento de bactérias na etiologia. O presente trabalho teve por objetivos verificar os graus de UG em estômagos de leitões em idade de creche, abatidos em um matadouro do Rio Grande do Sul, Brasil, bem como detectar a presença de bactérias do gênero Arcobacter. Foram examinados 80 estômagos de leitões em idade de creche, com peso médio de 14,6 kg, abatidos em um frigorífico no Rio Grande do Sul. O exame macroscópico revelou 57 (71,3%) sem lesão, 20 (25%) com lesão de paraqueratose na região esofageana (grau 1) , e 3 estômagos apresentando, respectivamente, graus 2, 3 e 4, com erosões e ulcerações. Foi isolado Arcobacter cryaerophilus de uma amostra de lesão de grau 1, sendo este o primeiro relato sobre a presença destas bactérias em estômago de leitão. São alertados os suinocultores para que se analisem as causas de úlcera gástrica cedo na creche, visando a prevenir perdas na recria e terminação.


Keywords


Estômago; Leitões; Úlcera gástrica; Arcobacter cryaerophilus



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.16235

Copyright (c) 2018 Sérgio José de Oliveira, Roberto Tesi Bernardi, Vanessa Daniele Mottin, Diego Hepp, Daniel Thompsen Passos

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.