Influência do peso ao nascimento e lesões no desempenho de leitões lactentes

Cristiane da Silva Duarte Furtado

Abstract


O peso dos leitões ao desmame está possivelmente relacionado ao desempenho posterior e sofre influência de diversos fatores relacionados ao ambiente, à matriz e aos próprios leitões. O peso ao nascimento, a presença de lesões orais, dentárias, umbilicais e no aparelho locomotor podem comprometer o ganho de peso dos leitões na maternidade. Foram acompanhados 2004 lactentes, os quais foram pesados e avaliados para a presença de lesões no primeiro dia e aos 7, 14 e 21 (desmame) dias de vida. Leitões nascidos com peso entre 600g e 900g tiveram mortalidade até o desmame superior àqueles pesando entre 901g e 1200g (P<0,05). Entre os leitões nascidos com peso acima de 1500g não houve diferença na mortalidade (P>0,05). O peso ao nascimento apresentou correlação positiva com o peso ao desmame (P<0,05). A ocorrência de lesões orais, umbilicais ou dentárias não comprometeu o desempenho. Por outro lado, a presença de lesões no aparelho locomotor afetou negativamente o peso ao desmame (P<0,05). Leitões com lesões no aparelho locomotor na segunda semana de vida apresentaram peso inferior àqueles com lesões na primeira semana (P<0,05). Leitões leves (=600g-<1300g) com lesões no aparelho locomotor não sofreram redução do peso ao desmame (P>0,05), enquanto os leitões médios (=1300g-<1800g) e pesados (=1800g) com lesões tiveram peso inferior ao daqueles sem lesões (P<0,05). O peso ao nascimento e a ocorrência de lesões no aparelho locomotor podem comprometer a performance dos leitões lactentes.


Keywords


Leitões; Lesões; Peso ao desmame; Desempenho



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.16216

Copyright (c) 2018 Cristiane da Silva Duarte Furtado

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.