Modulação da resposta imune do hospedeiro pelos carrapatos

Luís Fernando Parizi, Aoi Masuda, Itabajara da Silva Vaz Junior

Abstract


Os carrapatos são ectoparasitos hematófagos que acarretam grandes prejuízos à produção animal. Também causam danos na saúde humana e animal pela transmissão de agentes causadores de doenças. O principal método de controle desses parasitos é baseado no uso de acaricidas. O controle imunológico surge como um método alternativo promissor. Para o sucesso desse controle, moléculas fundamentais na fisiologia do carrapato devem ser identificadas. Carrapatos da família Ixodidae podem se alimentar sobre os hospedeiros por períodos de mais de duas semanas, ativando, assim, a imunidade inata e adaptativa, como também respostas hemostáticas desses animais parasitados. Contudo, durante o curso da infestação, os carrapatos são hábeis em evadir essas defesas naturais dos hospedeiros. A saliva dos carrapatos possui um efeito inibitório sobre a ativação do sistema complemento, a inflamação e a coagulação sanguínea. Porém, são relativamente recentes os estudos na caracterização de componentes da saliva dos carrapatos com funções anticomplemento e anticoagulantes. Nos últimos anos, diversas proteínas vêm sendo descritas com essas atividades na saliva dos carrapatos, revelando um papel fundamental dessas moléculas na sobrevivência desses parasitos. Essas proteínas constituem um alvo potencial para o combate aos carrapatos.


Keywords


Carrapato; Glândula salivar; Anticomplemento; Anticoagulação; Evasão imunológica



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.16118

Copyright (c) 2018 Luís Fernando Parizi, Aoi Masuda, Itabajara da Silva Vaz Junior

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.