Ovariectomia laparoscópica em uma gata com ovários remanescentes

Fabiana Schiochet, Carlos Afonso de Castro Beck, Rafael Stedile, Márcio Poletto Ferreira, Emerson Contesini, Marcelo Meller Alievi, Eduardo Bastos Santos Júnior, Irene Breistsameter

Abstract


A ovário-histerectomia é o procedimento cirúrgico realizado com maior freqüência em cães e gatos e a esterilização eletiva é a sua indicação mais comum. A síndrome de ovário remanescente (SOR) é caracterizada pela presença de tecido ovariano funcional no interior da cavidade abdominal e é descrita como a complicação mais comum após as ovários-histerectomias eletivas. No presente estudo, os autores descrevem um caso de ovários remanescentes em uma gata, sem raça definida, dois anos de idade, 3,5 kg, com história de cios irregulares após histerectomia. O tratamento cirúrgico foi realizado através do acesso laparoscópico. Não houve nenhuma complicação no trans ou pós-operatório e o procedimento cirúrgico mostrou-se efetivo.


Keywords


Ovariectomia; Laparoscopia; Ovário remanescente; Gata



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15983

Copyright (c) 2018 Fabiana Schiochet, Carlos Afonso de Castro Beck, Rafael Stedile, Márcio Poletto Ferreira, Emerson Contesini, Marcelo Meller Alievi, Eduardo Bastos Santos Júnior, Irene Breistsameter

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.