Intoxicações naturais por plantas em ruminantes diagnosticadas no Setor de Patologia Veterinária da UFRGS no período de 1996-2005

Pedro Miguel Ocampos Pedroso, Caroline Argenta Pescador, Eduardo Conceição de Oliveira, Luciana Sonne, Paulo Mota Bandarra, Djeison Lutier Raymundo, David Driemeier

Abstract


As intoxicações por plantas em animais pecuários têm particular importância em áreas onde o manejo do pastoreio é feito de forma extensiva. Entre os herbívoros, os ruminantes são os mais suscetíveis. Esse estudo retrospectivo incluiu as intoxicações por plantas em ruminantes diagnosticadas no Setor de Patologia Veterinária (SPV) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) no período de 1996-2005. Essas intoxicações causaram 7,58% (43/567) das mortes de bovinos, 11,46% (25/218) de ovinos e 7,69 % (16/208) de caprinos necropsiados pelo SPV-UFRGS. Destaca-se que das perdas associadas com intoxicações: 62,79% das mortes em bovinos foram atribuídas à lesão hepática crônica causada por

 

Senecio spp.; 28% das mortes em ovinos, às lesões no trato gastrintestinal por Baccharis coridifolia e 75% das mortes em caprinos, à doença de depósito lisossomal por Sida carpinifolia. Os achados indicam que a intoxicação por plantas é importante causa de perda econômica em ruminantes na área de atuação do SPV/UFRGS no Rio Grande do Sul.


Keywords


Plantas tóxicas; Ruminantes; Bovinos; Ovinos; Caprinos



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15975

Copyright (c) 2018 Pedro Miguel Ocampos Pedroso, Caroline Argenta Pescador, Eduardo Conceição de Oliveira, Luciana Sonne, Paulo Mota Bandarra, Djeison Lutier Raymundo, David Driemeier

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.