Administração à distância de drogas injetáveis em animais de médio e grande porte mediante o uso de besta

Fernando Lencastre Sicuro

Abstract


A administração de drogas intramusculares à distância em animais de zoológico, de criações extensivas e da fauna silvestre, envolve o uso de armas de ar comprimido ou de fogo, ambas de alto custo, ou então, dardos improvisados lançados por zarabatanas. Estes últimos apresentam resultados que ficam aquém do satisfatório em termos de distância e do volume de fármaco transportado. Tendo em vista a realidade econômica das instituições brasileiras de pesquisa veterinária e zoológica, foi desenvolvida uma flecha injetora com materiais de baixo custo, porém duradouros, para ser usada em bestas comerciais ou de fabricação artesanal, com grande eficácia em distâncias curtas e médias (até quinze metros). Esta foi utilizada com sucesso na imobilização química à distância de taiassuídeos (caititus e queixadas) e suídeos-ferais (porco-monteiro) na Fundação RioZoo e no Pantanal Matogrossense. O dispositivo mostrou ser prático, permitindo ser recarregado de modo simples e garantindo um satisfatório grau de penetração no tegumento do animal independentemente de sua resistência, porém sem maiores riscos de perfuração de partes vitais ou fratura de ossos.


Keywords


Armas anestésicas; Manejo de fauna silvestre; Zoológicos; Manejo pecuário



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15928

Copyright (c) 2018 Fernando Lencastre Sicuro

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.