Eficácia de medicamentos no controle da infecção experimental por Trypanosoma evansi em ratos

Rovaina Laureano Doyle, Aleksandro Schafer da Silva, Sílvia González Monteiro, Janio Morais Santurio, Dominguita Lühers Graça

Abstract


Trypanosoma evansi  é um protozoário de distribuição geográfica mundial, sendo detectado na corrente sanguínea de várias espécies de mamíferos, os quais podem sofrer a doença ou simplesmente serem reservatório para o parasito. O objetivo deste experimento foi verificar a eficácia de três medicamentos no controle de infecção experimental por Trypanosoma evansi em Rattus norvergicus. Foram utilizados 40 ratos, machos e fêmeas, divididos em quatro grupos com 10 animais cada. O grupo A foi composto de animais infectados, mas não tratados, os grupos B, C e D foram tratados com três quimioterápicos distintos, oxitetraciclina, benzonidazol e aceturato de diminazeno, respectivamente. O tratamento foi instituído após a detecção de parasitemia superior a oito tripomastigotas por campo no esfregaço sangüíneo. As avaliações foram feitas por contagens diárias de hemoparasitas no esfregaço sangüíneo. Os tratamentos instituídos aos grupos B e C não combateram a infecção pelo protozoário, no entanto, o tratamento administrado aos animais do grupo D foi o mais eficaz no controle da parasitemia, sendo observado longevidade dos roedores de 36 dias, em média, após o tratamento. Nenhum dos medicamentos avaliados proporcionou a cura da enfermidade.

Keywords


Oxitetraciclina; Benzonidazol; Diminazeno; Trypanosoma evansi



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15817

Copyright (c) 2018 Rovaina Laureano Doyle, Aleksandro Schafer da Silva, Sílvia González Monteiro, Janio Morais Santurio, Dominguita Lühers Graça

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.