Postioplastia modificada para a redução de fimose em cães

Luciano André Weide, Emerson Antonio Contesini, Marcio Poletto Ferreira, Rafael Stedile

Abstract


A fimose em cães é uma afecção pouco freqüente em clínicas e hospitais veterinários. Porém, provoca muito desconforto ao animal afetado. Ela pode ser de origem adquirida, gerada por trauma, congênita ou por neoplasia, gerando inabilidade de exposição do pênis em relação ao prepúcio, causando postite, impossibilidade de copular, retenção de urina e dor. A complicação mais comum da fimose é a balanopostite, sendo que proprietário relata a dificuldade de micção e até mesmo disúria. O tratamento da fimose depende da sua origem, podendo ser clínico ou cirúrgico. O tratamento clínico baseia-se em medicações e compressas locais mornas, enquanto que para o tratamento cirúrgico indica-se a postioplastia. O objetivo do trabalho é demonstrar que a postioplastia modificada é de simples execução e traz menores problemas pós-operatórios. As cirurgias foram realizadas em dois cães de raças distintas, atendidos no Hospital de Clínicas Veterinárias do Rio Grande do sul (HCV-UFRGS). A técnica cirúrgica aqui descrita é uma modificação de duas técnicas já relatadas, proporcionando uma solução fácil e eficaz para o problema. Os resultados alcançados foram excelentes, comprovando a eficácia da cirurgia.


Keywords


Prepúcio; Pênis; Fimose; Cães



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15557

Copyright (c) 2018 Luciano André Weide, Emerson Antonio Contesini, Marcio Poletto Ferreira, Rafael Stedile

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.