Drenagem percutânea de cisto paraprostático, guiada por ultra-som em um cão

Neusa Margarida Paulo, Daniel Lessa Mendes, Marcelo Seixo de Brito, Maria da Conceição, Marco Augusto Machado, Leandro Guimarães Frando

Abstract


Cistos paraprostáticos no cão ocorrem freqüentemente em animais de raças grandes, idosos e intactos. Eles são preenchidos por líquido amarelo claro a laranja, podendo haver a infecção e abscedação dos mesmos. Esta afecção é relativamente rara quando comparada a outras doenças prostáticas desta espécie. O presente artigo relata a drenagem percutânea ecoguiada de cisto paraprostático em um cão da raça Fila Brasileiro de nove anos de idade. Foi aspirado 620 ml de líquido purulento, de pouca consistência. A cultura e antibiograma do material coletado revelaram a presença de

 

Citrobacter sp., Pseudomonas sp. e Enterobacter sp. O pós-operatório foi feito em casa e por 11 dias o animal estava recuperando-se bem, até o proprietário relatar sua morte súbita, não tendo havido possibilidade de proceder à necropsia. Esta técnica quando realizada de forma adequada é de fácil execução, baixo custo e apresenta resultados satisfatórios, podendo ser utilizada como técnica definitiva ou pré-operatória. Apesar das propriedades positivas da drenagem percutânea serem relatadas na literatura, ressalta-se que o comprometimento do proprietário durante o pós-operatório é fundamental para o sucesso do procedimento.


Keywords


Cães; Próstata; Ultra-sonografia; Cisto



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15007

Copyright (c) 2018 Neusa Margarida Paulo, Daniel Lessa Mendes, Marcelo Seixo de Brito, Maria da Conceição, Marco Augusto Machado, Leandro Guimarães Frando

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.