Condições de trabalho dos profissionais de enfermagem no enfrentamento da pandemia da covid-19

Autores

  • Marli Terezinha Stein Backes UFRGS
  • Giovana Dorneles Callegaro Higashi
  • Pattrícia da Rosa Damiani
  • Janifer Souza Mendes
  • Lucimar de Souza Sampaio
  • Gustavo Lopes Soares

Palavras-chave:

Condições de trabalho. Impacto psicossocial. Infecções por coronavírus. Profissionais de enfermagem.

Resumo

Objetivo: Desencadear uma reflexão sobre as atuais condições de trabalho dos profissionais de enfermagem no enfrentamento da pandemia da Covid-19. Método: Estudo teórico-reflexivo sustentado por estudos da vertente marxista, artigos científicos nacionais e internacionais e por documentos oficiais da Organização Mundial da Saúde e do Conselho Federal de Enfermagem. Resultados: O cotidiano laboral dos profissionais de enfermagem diante da pandemia da Covid-19 apresenta condições de trabalho desfavoráveis no Brasil e no mundo todo, com destaque para o déficit de profissionais, sobrecarga de atividades, baixa remuneração e equipamentos de proteção individual, muitas vezes, insuficientes e inadequados, condições essas que podem levar à exaustão, ao adoecimento e à morte. Conclusão: Este estudo pode contribuir para suscitar discussões sobre a necessidade de melhorias nas condições de trabalho dos profissionais de enfermagem, especialmente, em tempos de pandemia e o impacto na saúde destes profissionais. Palavras-chave: Condições de trabalho. Impacto psicossocial. Infecções por coronavírus. Profissionais de enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-03-25

Como Citar

1.
Backes MTS, Higashi GDC, Damiani P da R, Mendes JS, Sampaio L de S, Lopes Soares G. Condições de trabalho dos profissionais de enfermagem no enfrentamento da pandemia da covid-19. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 25º de março de 2021 [citado 3º de março de 2024];42(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/112472