Revista Eletrônica de Administração https://seer.ufrgs.br/index.php/read <p>A REAd - Revista Eletrônica de Administração, criada em 1995 e publicada pela <a href="https://seer.ufrgs.br/index.php/read/management/settings/context//public/journals/110/docs/REGIMENTO-EA.pdf" target="_blank" rel="noopener">Escola de Administração</a> da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi a primeira revista eletrônica da área na América Latina. A REAd é classificada como A3 na CAPES, e está na <a href="http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_serial&amp;pid=1413-2311&amp;lng=en&amp;nrm=iso" target="blank">Coleção SciELO</a> e na Redalyc.org. É uma publicação quadrimestral. Além dos três números anuais, podem ser publicadas edições temáticas especiais.</p> <p>A REAd<em> </em>publica ensaios e trabalhos teórico-empíricos das diversas áreas da Administração. Acolhemos trabalhos das diversas vertentes onto-epistemológicas, com alta consistência teórica e rigor metodológico (quando for o caso).</p> Universidade Federal do Rio Grande do Sul pt-BR Revista Eletrônica de Administração 1980-4164 <p> O autor mantém os direitos autorais e autoriza a REAd a publicar o artigo no seu site ou em edições impressas, não implicando no pagamento de direitos autorais e de nenhuma outra taxa aos autores, e atesta que este artigo não foi publicado, até esta data, em nenhum periódico brasileiro.</p> <p><span style="font-family: 'Maiandra GD', sans-serif; font-size: 10pt; line-height: 115%;"> </span></p> Interdisciplinaridade na produção de conhecimento em Administração https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/135184 <p>Editorial do v. 29, n. 2, mai. - ago. 2023 da REAd.</p> Guilherme Dornelas Camara Copyright (c) 2023 Guilherme Dornelas Camara https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Mapeamento da produção sobre processo decisório estratégico https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/125030 <p>O processo decisório estratégico é apresentado na literatura como um importante meio para compreender o fenômeno organizacional. A fim de apontar agendas de pesquisas futuras, esta revisão sistemática mapeia as publicações sobre processo decisório estratégico em periódicos classificados com alto fator de impacto no <em>SCImago Journal Rank</em> - SJR, no período de 2010 a 2020, orientada pela seguinte questão: quais são as características da produção sobre processo decisório estratégico entre 2010 e 2020 e como esse tema pode ser desenvolvido em pesquisas futuras? A análise dos 134 artigos indicou um crescimento gradual no número de publicações sobre processo decisório estratégico; entretanto, identificamos que a produção ainda é restrita aos países com alto desenvolvimento socioeconômico e que nove pesquisadores concentram ⅕ das pesquisas analisadas. Foi evidenciada a predominância de trabalhos de base positivista e quantitativos, além da abundância de estudos sobre altos escalões, indicando que o campo segue estático frente à sua própria dinamicidade. Este artigo contribui ao propor uma agenda de pesquisa que recomenda explorar novos contextos, intensificar a utilização de abordagens qualitativas, ampliar a compreensão ontoepistemológica do tema, aprofundar as pesquisas sobre processo decisório em diferentes níveis organizacionais e complexificar as investigações sobre altos escalões e situações inesperadas.</p> Patrick dos Santos Pereira Gustavo Forapani Rafael Santana Galvão Oliveira Karina De Déa Roglio Copyright (c) 2023 Patrick Pereira, Gustavo Forapani, Rafael Santana, Karina Roglio https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Versão brasileira do Inventário Geral de Estilos de Tomada de Decisão - GDMS https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/124872 <p>Os indivíduos tomam decisões a todo momento, de caráter simples ou complexo, de forma rápida ou demorada, da pequena ou grande disponibilidade de informações, de natureza única ou constante, entre outros aspectos. Buscando compreender a lógica de desenvolvimento do processo de decisão das pessoas, diversos modelos foram propostos por estudiosos. O presente estudo objetiva realizar a tradução, adaptação transcultural e validação para o contexto brasileiro do Inventário Geral de Estilos de Tomada de Decisão - GDMS. Para tanto, o instrumento passou por seis etapas de tradução e adaptação e, em seguida, após a realização do pré-teste, a versão final do instrumento foi aplicada em um estudo piloto com uma amostra de 250 indivíduos. A partir dos dados encontrados, procedeu-se à análise fatorial exploratória, visando validar a versão final do questionário. Por fim, concluiu-se que o modelo proposto neste estudo se demonstrou adequado à investigação do construto estilos de tomada de decisão individual, apresentando validade e índices de confiabilidade apropriados. A referida escala pode ser ainda utilizada em novas pesquisas na área de Administração e afins, ampliando o conhecimento sobre o tema.</p> <p> </p> Eliete dos Reis Lehnhart Julia Tontini Carolina Schneider Bender Rafaela Dutra Tagliapietra Copyright (c) 2023 Eliete dos Reis Lehnhart, Julia Tontini, Carolina Schneider Bender, Rafaela Dutra Tagliapietra https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Análise das capacidades estatais no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/126639 <p>A literatura sobre gestão de crises evidencia a importância da aprendizagem organizacional para a formação de capacidades técnico-administrativas e aspectos territoriais diante de novos desafios. No Brasil, o contexto caótico do enfrentamento da pandemia e a descoordenação das ações ensejam reflexão sobre os elementos que poderiam minimizar o número de óbitos. Diante disso, este estudo tem como objetivo compreender em que medida as capacidades influenciaram no resultado do enfrentamento da Covid-19. Foram utilizadas na análise dos dados a Modelagem de Equações Estruturais e testes de médias. No que se refere às capacidades, os resultados revelaram que os óbitos por Covid-19 estavam associados positivamente ao número de UTIS e recursos financeiros; e negativamente relacionados ao número de estabelecimentos da atenção básica e qualidade dos serviços de saúde prestados. Evidenciou-se, também, a heterogeneidade das capacidades estatais, o que revela a fragilidade do planejamento regional da saúde. Esses resultados são importantes para o planejamento das ações e formação de capacidades para o enfrentamento de novas crises de saúde. Como contribuição à literatura, o estudo joga luz sobre a importância da capacidade estatal, da estrutura operacional e da capilaridade da saúde primária enquanto fatores condicionantes do sucesso na gestão de crises em saúde.</p> Juliana Maria de Araújo Marco Aurélio Marques Ferreira Copyright (c) 2023 Juliana Maria de Araújo, Marco Aurélio Marques Ferreira https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Desenvolvimento e validação de uma escala de participação política https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/130267 <p>O artigo tem por objetivo desenvolver e validar uma escala de mensuração da participação política. A partir de uma revisão sistemática, desenvolveu-se um instrumento de mensuração baseado na constatação de que as medidas usadas não abrangem as diversas dimensões do construto. O instrumento foi avaliado por dez especialistas e, posteriormente, testado e validado usando-se dados de duas amostras diferentes, coletadas em Moçambique. Os dados da primeira amostra foram usados para realizar uma Análise Fatorial Exploratória. Por meio dos dados da segunda amostra , realizou-se uma Análise Fatorial Confirmatória - AFC e validou-se a escala. A AFC comprovou a plausibilidade de cinco fatores, nomeadamente, atividade de campanha; votação; contato; engajamento cívico; e protesto, ao mesmo tempo que apresentou ótimos índices de ajustamento. A escala foi validada através da verificação da validade convergente; validade discriminante; e análise da fidedignidade. O modelo de mensuração desenvolvido e validado é constituído por 27 indicadores da participação política que podem ser utilizados em qualquer contexto geográfico. Foram feitas recomendações de uso da escala em estudos futuros sobre engajamento político de cidadãos.</p> Dias Rafael Magul Carlos Eduardo Cavalcante Copyright (c) 2023 Dias Rafael Magul, Carlos Eduardo Cavalcante https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Análise de posicionamentos públicos sobre a licença social para operar da mina Guaíba – RS https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/128597 <p>Licença Social para Operar - LSO é um conceito utilizado tanto como mecanismo estratégico de empresas, para obter aceitação de seus empreendimentos, quanto como elemento de reivindicação por parte de movimentos sociais que os confrontam. Este trabalho analisa posicionamentos públicos feitos sobre o projeto Mina Guaíba, no Rio Grande Sul. Foram identificados os posicionamentos no processo de licenciamento e em audiências públicas, e analisados 36 textos de portais da internet e 8 trabalhos acadêmicos. Os posicionamentos foram analisados de acordo com elementos encontrados na literatura, traçando paralelos com os posicionamentos expostos e os fatos descritos sobre a Mina Guaíba. Foi possível concluir que existem importantes relações entre os posicionamentos públicos sobre o projeto da Mina Guaíba e as questões analisadas em estudos empíricos sobre a obtenção da LSO em nível internacional. Problemas como o economicismo retórico em prol dos empreendimentos, a manipulação dos espaços de consulta, as omissões em relação aos reais impactos ambientais dos projetos e a crise de confiança vivenciada pelo setor de mineração se fazem constantes em ambos os casos. O artigo contribui com o debate sobre LSO ao apontar a relevância das ações organizadas por movimentos sociais e organizações ambientalistas no sentido de conscientização social.</p> Pedro Luz Tomaz Rafael Kruter Flôres Copyright (c) 2023 Pedro Luz Tomaz, Rafael Kruter Flôres https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Revisão de literatura sobre holding familiar e sucessão rural https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/126625 <p>Este artigo tem como objetivo investigar as características da produção científica das teses e dissertações que tratam acerca dos temas da <em>holding</em> familiar e da sucessão rural, através de um mapeamento das teses e dissertações desenvolvidas no Brasil. Trata-se de uma pesquisa documental, descritiva e quali-quantitativa realizada através de uma busca no Catálogo de Teses e Dissertações - CAPES, baseada no uso das palavras-chave “<em>Holding </em>familiar” e “sucessão rural”. Os resultados apontam que existem mais estudos sobre a <em>holding </em>familiar (12) e, em menor quantidade, sobre a sucessão rural (11). O conhecimento já produzido demonstra que a sucessão não organizada traz um risco à viabilidade do empreendimento e da produção. Outro desafio é a permanência do jovem no campo, que é diretamente associada ao futuro do agronegócio. Como contribuição, demonstra-se que a <em>holding </em>pode ser uma alternativa eficaz no planejamento sucessório no meio rural. Destaca-se a necessidade de pesquisas multidisciplinares correlacionando as áreas do direito; da psicologia; da contabilidade e da administração; e da economia e da governança corporativa familiar, envolvendo a sucessão no meio rural e a <em>holding</em> familiar.</p> Priscila Bühler Letícia de Oliveira Copyright (c) 2023 Priscila Bühler, Letícia de Oliveira https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Práticas de liderança em empresas familiares https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/125887 <p>O estudo busca compreender como os <em>tops managers</em> entendem e praticam o estilo de liderança nas empresas familiares, em que aplicou-se uma metodologia interpretativista, a fenomenografia, guiada por entrevistas semiestruturadas com 15 <em>tops managers</em>. A análise fenomenográfica visa identificar dois grupos de estilos predominantes: i) liderança conciliadora, dinâmico; e ii) liderança regrada, estático. Em particular, no primeiro grupo, têm-se a concatenação de três estilos de liderança: referente, especialista e participativo, que compartilham semelhanças entre si, reverberando um ambiente organizacional afetivo e coletivo, o qual impacta no estilo de liderança adotado pela organização. Enquanto, a liderança autocrática é representada isoladamente no segundo grupo, dado os aspectos organizacionais, ressoando um ambiente metódico e hierarquizado, elucidando práticas de lideranças estáticas. Contudo, compreende-se que há variabilidade no estilo de liderança das empresas familiares, sendo que esse estilo advém do envolvimento da família, em que os valores e a conduta organizacional exposta pelos fundadores reporta os traços de comportamento dos líderes com seus subordinados. As contribuições teóricas revelam o avanço conceitual para a literatura de estilo de liderança, no que concerne à definição de estilo de liderança sob o olhar dos <em>tops managers</em>, lançando luz para a heterogeneidade encontrada nas empresas familiares por meio do estilo de liderança.</p> <p> </p> <p> </p> Tatiane Meurer Franciele Beck Copyright (c) 2023 Tatiane Meurer, Franciele Beck https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Teorias Tradicionais de Liderança a partir de uma perspectiva crítica https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/123685 <p>Com o objetivo de compreender a construção teórica da liderança e as transformações ocorridas no campo da Administração, este artigo utiliza a Teoria Crítica como suporte epistemológico para analisar conceitos e condições históricas das Teorias Tradicionais da Liderança. Especificamente, investigamos as teorias de liderança: abordagem do traço pessoal, abordagem do estilo, abordagem contingencial e a abordagem da nova liderança. Por meio de uma pesquisa qualitativa, utilizando o método hermenêutico-dialético, concluímos que as teorias de liderança naturalizaram interesses gerenciais sem considerar a natureza conflituosa das organizações. Esse processo de naturalização foi criticamente refletido neste artigo, questionando o conceito de liderança e suas implicações. Percebemos que as teorias que se configuram como Teorias Tradicionais desconsideram o contexto histórico e conflituoso da origem do fenômeno, produzindo racionalidades instrumentais, naturalizadas e a serviço do capital. A abordagem crítica proposta neste estudo é um ponto forte, oferecendo um parâmetro para pesquisas empíricas baseadas nos estudos organizacionais críticos.</p> Jussara Jessica Pereira Carolina Machado Saraiva Ana Flavia Rezende Copyright (c) 2023 Jussara Jessica Pereira, Carolina Machado Saraiva, Ana Flavia Rezende https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Um estudo exploratório do efeito disposição no mercado de ações durante a pandemia de Covid-19 https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/126581 <p>Este trabalho busca avaliar a ocorrência do efeito disposição, transação a transação, no mercado brasileiro de ações durante a Pandemia de COVID-19; e identificar variáveis que podem explicar tal efeito através de uma aplicação empírica de mínimos quadrados ordinários. O estudo propõe diferentes métricas de efeito disposição a partir de dados intradiários. A pesquisa identifica uma alta proporção de vendas em momentos de alta e, em março de 2020, verifica-se um aumento significativo de operações de compra e venda no mercado de ações. Os resultados sugerem que o efeito disposição é afetado pelo retorno e pela volatilidade do Ibovespa, em altas, e pelo retorno do Ibovespa, em quedas.</p> José Augusto Thomaz Neto Claudio Barbedo Eduardo Camilo-da-Silva Copyright (c) 2023 José Augusto Thomaz Neto, Claudio Barbedo, Eduardo Camilo-da-Silva https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 Paixão empreendedora https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/132108 <p>Esta pesquisa teve como objetivo identificar como a literatura aborda a paixão empreendedora, e quais teorias são utilizadas para relacioná-las ao comportamento empreendedor. Para mapear a literatura existente, adotou-se um projeto sistematizado de revisão de escopo, com busca nas bases de dados <em>Web of Science</em> e <em>Scopus</em>. O relatório da revisão foi elaborado seguindo o protocolo Prisma-SCR. Este estudo identificou algumas evidências, tais como: emoções são antecedentes para a motivação empreendedora, e empreendedores que são apaixonados por seus empreendimentos são mais propensos a perseverar e ter uma chance maior de sucesso. A paixão empreendedora desempenha um papel crucial no desenvolvimento de oportunidades, aquisição de recursos e engajamento dos funcionários, além de ser um fator irracional importante que afeta o processo empreendedor. A singularidade deste estudo reside na sua qualidade de ser a primeira revisão de escopo conduzida acerca da paixão empreendedora, constructo que merece uma análise aprofundada devido à sua influência positiva nos resultados no âmbito do empreendedorismo. A revisão de escopo sobre a paixão empreendedora pode contribuir para o desenvolvimento de teorias e práticas relacionadas ao empreendedorismo, suscitando a criação de políticas públicas e decisões empresariais.</p> Flavia Maria da Silva Vânia Maria Jorge Nassif Luis Eduardo Brandão Paiva Copyright (c) 2023 Flavia Maria da Silva, Vânia Maria Jorge Nassif, Luis Eduardo Brandão Paiva https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2 The contribution of unstructured data from social media for prediction in marketing management https://seer.ufrgs.br/index.php/read/article/view/117898 <p>The capacity to obtain market insights is a strategic need for companies to remain competitive. Despite this and the massive volume of data generated by consumers every second, companies rarely have the culture of making marketing decisions based on data and, when they do, rarely use consumer data widely available online, especially on social networks. One reason is that these data (e.g. texts) tend to be “dirty”, disorganized and bulky, a so-called unstructured data. The purpose of this article is to discuss the benefits of new types of data that have become more abundant and accessible in Web 3.0 through popular social networks, as well as new methods of analysis, particularly learning methods for prediction. For this, an extensive literature review was carried out and a topic modeling was conducted to get an overview of the data and methods. At the end, the article suggests six main marketing challenges that unstructured data analytics can contribute to overcome, improving companies’ competitiveness.</p> Sylvio Ribeiro de Oliveira Santos Daniel Max de Sousa Oliveira Copyright (c) 2023 Sylvio Ribeiro de Oliveira Santos, Daniel Max de Sousa Oliveira https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/legalcode#languages 2023-08-31 2023-08-31 29 2