FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS E ANTROPOLÓGICOS DA TEORIA DO SE-MOVIMENTAR E A FORMAÇÃO DE SUJEITOS EMANCIPADOS, AUTÔNOMOS E CRÍTICOS: O EXEMPLO DO CURRÍCULO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Autores

  • Mauro Betti Universidade Estadual Paulista (UNESP). Faculdade de Ciências de Bauru, Departamento de Educação Física. Bauru, SP Endereço para correspondência: Av. Eng. Luiz E. C. Coube, 14-01- Vargem Limpa 17033-360 Bauru-SP
  • Jorge Knijnik University of Western Sydney, School of Education, Penrith - New South Wales‎
  • Luciana Venâncio - Doutoranda em Educação, Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciências e Tecnologia. Presidente Prudente-SP; Bolsista de Doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. - Professora da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo.
  • Luiz Sanches Neto Doutorando em Educação Física, Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências. Rio Claro-SP; Bolsista de Doutorado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo
  • Jocimar Daolio Universidade de Campinas. Faculdade de Educação Física. Departamento de Educação Física e Humanidades

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.46732

Palavras-chave:

Movimento Humano, Fenomenologia, Antropologia Social, Currículo.

Resumo

Este artigo analisa os fundamentos filosóficos e antropológicos subjacentes à Teoria do Se-Movimentar com base na filosofia fenomenológica de Merleau-Ponty e na antropologia social de Mauss e Geertz. Considera também implicações para os currículos de Educação Física do Ensino Fundamental e Médio que tenham por mote a formação de sujeitos emancipados, autônomos e críticos, tomando como exemplo o Currículo de Educação Física do Estado de São Paulo. Conclui que o currículo precisa imbricar-se com a vida social dos alunos e levar em conta desafios e temas da sociedade contemporânea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-26

Como Citar

BETTI, M.; KNIJNIK, J.; VENÂNCIO, L.; SANCHES NETO, L.; DAOLIO, J. FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS E ANTROPOLÓGICOS DA TEORIA DO SE-MOVIMENTAR E A FORMAÇÃO DE SUJEITOS EMANCIPADOS, AUTÔNOMOS E CRÍTICOS: O EXEMPLO DO CURRÍCULO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Movimento, [S. l.], v. 20, n. 4, p. 1631–1653, 2014. DOI: 10.22456/1982-8918.46732. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/46732. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Ensaios