O anúncio de aposentadoria do paratleta Daniel Dias

uma análise dos comentários na rede social Instagram

Autores

  • Leonardo Pereira da Silva Universidade Estadual do Maranhão/UEMA, Departamento de Educação Física, São João dos Patos/MA https://orcid.org/0000-0002-8154-1671
  • Letícia da Silva Santana Universidade Estadual do Maranhão/UEMA, Departamento de Educação Física, São João dos Patos/MA https://orcid.org/0000-0002-3860-5270
  • Rafael Marques Garcia Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Educação Física e Desportos, Departamento de Jogos http://orcid.org/0000-0002-0837-1493
  • Antonio Luis Fermino Universidade Federal de Santa Catarina, Colégio de Aplicação https://orcid.org/0000-0003-0709-0152

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.117432

Palavras-chave:

Esportes para Pessoas com Deficiência, Natação, Redes sociais, Instagram

Resumo

Em 2021, o paratleta brasileiro de natação Daniel Dias anunciou sua aposentadoria para o final dos Jogos Paralímpicos de Tóquio em sua página da rede social Instagram, o que gerou inúmeras reações de sujeitos sociais que utilizam essa rede. Diante de tamanha repercussão, tivemos por objetivo analisar os sentidos produzidos pelos comentários após o anúncio da aposentadoria de Daniel, utilizando a técnica de análise de discurso para depurar nossos dados. Como resultados, percebemos quatro indicadores no teor dos enunciados: 1) reconhecimento: reconhecem em Daniel toda sua trajetória de vida pessoal e/ou atlética, enaltecendo seu engajamento nas práticas esportivas; 2) inspiração: demonstram admiração pela sua história; 3) emoções: expressam sentimentos saudosos, de amor e gratidão ao paratleta; e 4) fé e prosperidade: agradecem pela sua postura e exemplo de vida dentro e fora das piscinas, desejando bençãos e palavras de proteção, além de parabenizá-lo pela retidão moral e ética de sua trajetória. Percebe-se, por fim, sua condecoração como ídolo brasileiro e exemplo a ser seguido para um percurso de sucesso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Leonardo Pereira da Silva, Universidade Estadual do Maranhão/UEMA, Departamento de Educação Física, São João dos Patos/MA

Graduando em Educação Física Licenciatura pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Campus São João dos Patos. Atualmente, aluno do Programa Institucional de bolsas de Iniciação Científica (PIBIC), financiado pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Letícia da Silva Santana, Universidade Estadual do Maranhão/UEMA, Departamento de Educação Física, São João dos Patos/MA

Graduanda em Educação Física Licenciatura pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Campus São João dos Patos. Atualmente, aluna de Iniciação Científica, com bolsa financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (FAPEMA).

Rafael Marques Garcia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Escola de Educação Física e Desportos, Departamento de Jogos

Doutor em Educação Física pelo PPGEF/UFRJ e participante do Grupo de Estudos em Corpo, Esporte e Sociedade, o GECOS e do Laboratório de Estudos Corpo, Esporte e Sociedade, o LAbCOESO, devidamente cadastrado pelo DGP do CNPq. Atualmente é professor adjunto da Escola de Educação Física e Desportos da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Antonio Luis Fermino, Universidade Federal de Santa Catarina, Colégio de Aplicação

Doutor em Educação Física pela Universidade Federal do Paraná - UFPR. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2012). Licenciado em Educação Física pela Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI (2009). Atua como pesquisador no Laboratório e Observatório da Mídia Esportiva - LABOMIDIA/UFSC e Corpo, Educação e Cultura - COEDUC/UFMT. Atualmente é professor substituto no Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

AGUIAR, Reinaldo Olécio. Deus é mais: a supremacia da fé evangélica na ótica dos atletas de cristo. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 3, n. 9, p. 229-252, jan. 2011.

ANDRADE, Gustavo. Daniel Dias: biografia, medalhas e recordes na natação. Esportelândia. [online]. 2021.

BETTI, Mauro. Esporte na mídia ou esporte da mídia? Motrivivência, n. 17, p 1-3, 2001.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp, 2007.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Editora Bertrand, 1989.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1986.

BRUCE, Toni. Us and them: the influence of discourses of nationalism on media coverage of the Paralympics. Disability & Society, v. 29, n. 9, p. 1443-1459, 2014. DOI: https://doi.org/10.1080/09687599.2013.816624

CAVALCANTI, Everton de Albuquerque; CAPRARO, André Mendes. A mídia e o ídolo Ronaldo: analisando as matérias da folha online (2002-2009). Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 35, n. 3, p. 741-755, jul./set. 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-32892013000300015

COAKLEY, Jay. Age and ability: barriers to participation and inclusion? In: Sports in Society: issues and controversies. 11. ed. New York: Mc Graw Hill Education, 2009. p. 302-349.

DE LÉSÉLEUC, Eric; PAPPOUS, Athanasios S.; MARCELLINI, Anne. La cobertura mediática de las mujeres deportistas con discapacidad: análisis de la prensa diaria de cuatro países europeos durante los Juegos Paralímpicos de Sidney 2000. Apunts, Educación Física y Deportes, v. 97, n. 3, p. 80-88, jul./set. 2009. Disponível em: https://revista-apunts.com/wp-content/uploads/2020/11/097_080-088_es.pdf. Acesso em: 16 ago. 2022.

DE LÉSÉLEUC, Eric; PAPPOUS, Athanasios S.; MARCELLINI, Anne. The media coverage of female athletes with disability: analysis of the daily press of four european countries during the 2000 Sidney Paralympic Games. European Journal for Sport and Society, v. 7, n. 3–4, p. 283–296, 2010. DOI: https://doi.org/10.1080/16138171.2010.11687863

DUNCAN, Margaret Carlisle. Gender warriors in sport: women and the media. In: RANEY, Arthur A.; BRYANT, Jennings (ed.). Handbook of Sports and Media. London: Routledge, 2006. p. 247–269.

ELM, Malin Sveningsson. How do various notions of privacy influence decisions in qualitative internet research? In: MARKHAM, Annette N.; BAYM, Nancy K. (org.). Internet inquiry: conversations about method. Los Angeles: Sage, 2008. p. 69-87.

FERMINO, Antonio Luis et al. Os Jogos Paralímpicos Rio/2016 na convergência digital: o discurso midiático-esportivo, como identidades culturais e o sentimento paraolímpico. In: PEREIRA, Rogério Santos; FIAMONCINI, Luciana; PIRES, Giovani De Lorenzi (org.). Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio/2016: mídias em convergência (?). Florianópolis: LaboMídia/UFSC, Centro da Rede CEDES/SC e Tribo da Ilha, 2018. p. 161-218.

GILL, Rosalind. Análise de discurso. In: BAUER, Martin William; GASKELL, George. Pesquisa qualitativa com texto imagem, imagem e som: um manual prático. 6 ed. Petrópolis: Vozes, 2007.

GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4. ed. Rio de Janeiro: LTC, 2015.

GONÇALVES, Gisele Carreirão; ALBINO, Beatriz Staimbach; VAZ, Alexandre Fernandez. O herói esportivo deficiente: aspectos do discurso em mídia impressa sobre o Parapan-Americano/2007. In: PIRES, Giovani de Lorenzi. Observando o Pan Rio/2007 na mídia. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2009.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 11. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HARDIN, Marie Myers; HARDIN, Brent. The ‘supercrip’ in sport media: wheelchair athletes discuss hegemony’s disabled hero. SOSOL: Sociology of Sport Online, v. 7, n. 1, p. 1-14, 2004. Disponível em: https://www.cabdirect.org/cabdirect/abstract/20053024129 . Acesso em: 16 ago. 2022.

HILGEMBERG, Tatiane. Do coitadinho ao super-herói: representação social dos atletas paraolímpicos na mídia brasileira e portuguesa. C-Legenda, n. 30, p. 48-58, 2014. Disponível em: https://periodicos.uff.br/ciberlegenda/article/view/36954/21529. Acesso em: 16 ago. 2022.

HOWE, P. David; JONES, Carwyn. Classification of disabled athletes: (Dis)empowering the paralympic practice community. Sociology of Sport Journal, v. 23, n. 1, p. 29-46, 2006. DOI: https://doi.org/10.1123/ssj.23.1.29

MARQUES, Renato Francisco Rodrigues. A contribuição dos Jogos Paralímpicos para a pro­moção da inclusão social: o discurso midiático como um obstáculo. Revista USP, n. 108, p. 87-96, jan./mar. 2016. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i108p87-96

MARQUES, Renato Francisco Rodrigues et al. A abordagem mediática sobre o desporto paralímpico: perspectivas de atletas portugueses. Motricidade, v. 11, n. 3, p. 123–147, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.6063/motricidade.4704

MARQUES, Renato Francisco Rodrigues et al. A abordagem midiática sobre o esporte paralímpico: o ponto de vista de atletas brasileiros. Movimento, v. 20, n. 3, p. 989-1015, jul./set. 2014. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.41955

MEZZAROBA, Cristiano; PIRES, Giovani de Lorenzi. O agendamento midiático-esportivo: considerações a partir dos Jogos Pan-Americanos Rio/2007. Logos, v. 17, n. 2, p. 124-136, set. 2010. DOI: https://doi.org/10.12957/logos.2010.864

NAKATA, Lina Eiko. A transição de carreira do ex-atleta de alto rendimento. 2014. 227f. Tese (Doutorado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

OLIVEIRA, Amanda Paola Velasco de; POFFO, Bianca Natália; SOUZA, Doralice Lange de. "É melhor ser super-herói do que ser a vítima": um estudo sobre a percepção de atletas e ex-atletas com deficiência visual sobre a cobertura midiática. Movimento, v. 24, n. 4, p. 1179-1190, 2018. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.84237

PAPPOUS, Athanasios S. et al. La representación mediática del deporte adaptado a la discapacidad en los medios de comunicación. Ágora para la EF y el Deporte, n. 9, p. 31-42, 2009. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/2900313.pdf Acesso em: 16 ago. 2022.

PAPPOUS, Athanasios S. et al. La visibilidad de la deportista paralímpica en la prensa escrita española. Revista de Ciencias del Ejercicio, v. 3, n. 2, p. 12-32, 2007. Disponível em https://www.researchgate.net/publication/291137555_La_visibilidad_de_la_deportista_paralimpica_en_la_prensa_espanola. Acesso em 16 ago. 2022.

PETROGNANI, Claude. Religião e futebol no Brasil: análise do "fechamento". Civitas - Revista de Ciências Sociais, v. 19, n. 1. p. 247-260, jan./abr. 2019. DOI: https://doi.org/10.15448/1984-7289.2019.1.27424

PIRES, Giovani de Lorenzi. A educação física e o discurso midiático: abordagem crítico-emancipatória. Ijuí: UNIJUÍ, 2002.

POFFO, Bianca Natália et al. Mídia e jogos paralímpicos no Brasil: investigando estigmas na cobertura jornalística da Folha de S. Paulo. Movimento, v. 23, n. 4, p.1353-1366, out./dez. 2017. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.67945

RIAL, Carmen. Banal religiosity: Brazilian athletes as new missionaries of the neo-Pentecostal diaspora. Vibrant: Virtual Brazilian Anthropology, v. 9, n. 2, p. 128-159, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1809-43412012000200005

SALUSTIANO, Anna Maria. Esporte e empreendedorismo na Bola de Neve Church. In: COMUNICON 2016, 6., 2016, São Paulo. Anais [...]. PPGCOM ESPM, 2016. p. 1-15. Disponível em: http://anais-comunicon2016.espm.br/GTs/GTPOS/GT1/GT01-ANNA_LIMA.pdf. Acesso em: 10 ago. 2022.

SANTOS, Silvan Menezes dos; FERMINO, Antonio Luis. A identidade esportiva dos atletas com deficiência: um estudo da cobertura fotográfica no Instagram do Comitê Paralímpico Brasileiro. Cadernos de Educação, Tecnologia e Sociedade, v. 9, n. 3, p. 319-336, 2016. Disponível em: https://brajets.com/v3/index.php/brajets/article/view/358 Acesso em: 29 out. 2022.

SANTOS, Silvan Menezes dos et al. Esportividade, melancolia, nacionalismo e deficiência: a cobertura fotográfica dos Jogos Paralímpicos pelas lentes da Folha de São Paulo (1992-2016). Motrivivência, v. 30, n. 56, p. 76-99, nov. 2018a. DOI: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2018v30n56p76

SANTOS, Silvan Menezes dos et al. “Twittando” sobre os Jogos Paraolímpicos Rio/2016: uma análise do sentimento paralímpico sob o ponto de vista de internautas. Brazilian Journal of Education, Technology and Society (BRAJETS) – Especial Section, “Disability, Education, Technology and Sport”, v. 11, n. 1, p. 117-135, jan./mar. 2018b. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/240471/5.pdf?sequence=1 Acesso em: 29 out. 2022.

SILVA, Carla Filomena; HOWE, P. David. The (in)validity of supercrip representation of paralympian athletes. Journal of Sport and Social Issues, v. 36, n. 2, p. 174-194, jan. 2012. DOI: https://doi.org/10.1177/0193723511433865

SILVA, José Carlos da. Religião e esporte: contextualizando igreja, missão e sociedade. Unitas - Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões, v. 7, n. 1, p. 63-85, mai. 2019. Disponível em: https://revista.fuv.edu.br/index.php/unitas/article/view/929 Acesso em: 29 out. 2022.

SILVEIRA, Juliano et al. A conquista de Arthur Zanetti e as estratégias da mídia esportiva: um exercício com a teoria do enquadramento. In: PIRES, Giovani de Lorenzi. LISBÔA, Mariana Mendonça. Quem será mais Brasil em Londres/2012?: enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis, Tribo da Ilha, 2015. p. 73-90.

SOUSA, Ana Isabel Castro Almeida. A experiência vivida de atletas paraolímpicos: narrativas do desporto paralímpico português. 2014. 593f. Tese (Doutorado) - Curso de Ciências do Desporto, Faculdade de Desporto, Universidade do Porto, Porto, 2014.

SOUZA, Doralice Lange de; MARQUES, Augusto Moreira; FERMINO, Antonio Luis. Jogos Paralímpicos: a experiência com "o outro" através das telas. Journal of Physical Education, v. 31, n. 1, p. 1-9, ago. 2020. DOI: https://doi.org/10.4025/jphyseduc.v31i1.3170

TYNEDAL, Jeremy; WOLBRING, Gregor. Paralympics and its athletes through the lens of the New York Times. Sports, v. 1, n. 1, p. 13-36, 2013. DOI: https://doi.org/10.3390/sports1010013

VELASCO, Amanda Paola et al. Yes, I can: a representação das pessoas com deficiência no videoclipe "We’re the Superhumans" do Channel 4. Motrivivência, v. 30, n. 55, p. 34-57, jul. 2018.

WOLBRING, Gregor. The politics of ableism. Development, v. 51, n. 2, p. 252-258, jun. 2008. DOI: https://doi.org/10.1057/dev.2008.17

ZÜGE, João Guilherme. Religião e esporte midiatizado: o caso de Atletas de Cristo no Brasil (1994-1998). Epígrafe, v. 8, n. 8, p. 173-196, 2020. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2318-8855.v8i8p174-197

TRANSCRIÇÕES

DIÁRIO DE TRANSCRIÇÕES. Transcrição do vídeo de aposentadoria de Daniel Dias postado em sua página do Instagram. 2021.

Downloads

Publicado

2022-11-30

Como Citar

DA SILVA, L. P.; SANTANA, L. da S.; GARCIA, R. M.; FERMINO, A. L. O anúncio de aposentadoria do paratleta Daniel Dias: uma análise dos comentários na rede social Instagram. Movimento, [S. l.], v. 28, p. e28062, 2022. DOI: 10.22456/1982-8918.117432. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/117432. Acesso em: 3 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos Originais