Tecnologias da Informação e Comunicação no contexto democrático brasileiro

uma revisão sistemática de literatura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245282.117173

Palavras-chave:

Democracia Eletrônica, Governo Eletrônico, Governança Eletrônica, TICs

Resumo

O objetivo deste artigo foi analisar a produção científica sobre a aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação no Estado brasileiro. Para tanto, realizou-se uma revisão sistemática focada nas publicações que tratavam sobre essas tecnologias na governança, democracia e no governo eletrônico. Foi utilizada estatística textual para análise do material coletado, o que permitiu traçar um panorama dos artigos selecionados. Como resultado, foi evidenciado que a temática vem ganhando atenção da comunidade científica, destacando-se a aplicação das Tecnologias da Informação e Comunicação na administração pública. Inferiu-se que o conteúdo dos artigos se divide em três dimensões: Instrumentos Democráticos; Interseção Estado e Sociedade; e Campo de Políticas Públicas. Enquanto achado de maior importância, evidenciase o fato de a literatura priorizar a análise quanto ao caráter instrumental da tecnologia, capaz de potencializar a ação pública (exibindo um caráter cyberschumpeteriano), desconsiderando, por outro lado, a sua função substantiva: a de fortalecer a democracia a despeito dos possíveis ganhos de eficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiza Amalia Soares Franklin, Universidade Federal de Viçosa

Doutoranda e Mestre em Administração, e Bacharel em Secretariado Executivo Trilíngue pela Universidade Federal de Viçosa

Fillipe Maciel Euclydes, FGV EAESP - Escola de Administração de Empresas de São Paulo

Doutorando em Administração Pública e Governo pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP); Pesquisador do Centro de Estudos em Administração Pública e Governo (CEAPG) na FGV/EAESP). Como temas de pesquisa, realiza trabalhos nas temáticas de análise de políticas públicas; instituições participativas e controle social; e interações contemporâneas entre estado e sociedade.

Ana Paula Teixeira Campos, Universidade Federal de Viçosa

Doutora em Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade, pela Universidade Federal Rural do
Rio de Janeiro (CPDA/UFRRJ). Mestre em Extensão Rural (2016) e Pós-doutorado em Administração (2018) com
ênfase em Administração Pública na Universidade Federal de Viçosa (UFV). Bolsista de extensão pelo CNPq em
projeto vinculado ao Instituto de Políticas Públicas e Desenvolvimento Sustentável (IPPDs/UFV).

Marco Aurelio Marques Ferreira, Universidade Federal de Vicosa (UFV) Departamento de Administracao e Contabilidade Programa de Pos Graduacao em Administracao Brasil

Pos-Doutorado em Administracao Pública por Rutgers University - The State University of New Jersey - USA (2011). Possui graduacao em Administracao (2000) e Doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Vicosa -UFV (2005). Professor Associado da Universidade Federal de Vicosa, atuando no ensino, pesquisa e extensao nos cursos de graduacao em Administracao e Contabilidade e nos Programas de Pos-graduacao em Administracao e de Extensao Rural como orientador no Mestrado e Doutorado. Bolsista de produtividade do CNPq, colaborador como consultor ad hoc da FAPEMIG, CNPq e CAPES

Referências

ALI, M.S.B. Does ICT promote democracy similarly in developed and developing countries? A linear and nonlinear panel threshold framework. Telematics and Informatics, [s .l.], v. 50, p. 1-9, 2020.

AVRITZER, L. A qualidade da democracia e a questão da efetividade da participação: mapeando o debate. In: PIRES, R. R. C. (ed.). Efetividade das instituições participativas no Brasil: estratégias de avaliação. Brasília: Ipea, p. 13-28, 2011. v. 7.

BAIOCCHI, G. A Century of Councils: Participatory Budgeting and the Long History of Participation in Brazil. In: ALVAREZ, S.E. et al. Beyond Civil Society: Activism, Participation, and Protest in Latin America. Durham: Duke University Press, 2017.

BANNISTER, F.; CONNOLLY, R. The fourth power: ICT and the role of the administrative state in protecting democracy. Information Polity, Ireland, v. 23, n. 3, p. 307-323, 2018.

BEZERRA, H. D. Atores políticos, informação e democracia. Opinião Pública, Campinas, v. 14, n. 2, p. 414-431, 2008.

BOBBIO, N. O futuro da democracia: uma defesa das regras do jogo. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

CÂMARA, S. F. et al. Cidades inteligentes no nordeste brasileiro: análise das dimensões de trajetória e a contribuição da população. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, São Paulo, v. 21, n. 69, 2016.

CAMARGO, B. V.; JUSTO, A. M. IRAMUTEQ: Um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 21, n. 2, p. 513–518, 2013.

CASTELLS, M. A Sociedade em Rede. 8. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2005. v. 1.

CUNHA, M. A. V. C.; SANTOS, G. S. O uso de meios eletrônicos no relacionamento do parlamentar com o cidadão nos municípios brasileiros. Organizações & Sociedade, Bahia, v. 12, n. 35, p. 69–89, 2005.

DADER, J. L. Ciberdemocracia y ciberparlamento. El uso de correo electrónico entre los parlamentarios españoles y ciudadanos comunes (1999-2001). Telos: Cuadernos de Comunicación, Tecnología y Sociedad, España, n. 55, p. 86-96, 2003.

DAVIS, R. The Web of Politics. The Internet’s Impact on the American Political System. New York: Oxford University Press, 1999.

DINIZ, E. H. et al. O governo eletrônico no Brasil: perspectiva histórica a partir de um modelo estruturado de análise. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 43, n. 1, p. 23–48, 2009.

HEEKS, R. Do information and communication technologies (ICTs) contribute to development? Journal of International Development, Hoboken, v. 22, n. 5, p. 625-640, 2010.

KARAGOZ, Y.; WHITESIDE, N.; KORTHAUS, A. Context matters: enablers and barriers to knowledge sharing in Australian public sector ICT projects. Journal of Knowledge Management, [s.l.], v. 24, n. 8, p. 1921-1941, 2020.

KLEIN, R. H.; KLEIN, D. C. B.; LUCIANO, E. M. Identificação de mecanismos para a ampliação da transparência em portais de dados abertos: uma análise no contexto brasileiro. Cadernos EBAPE.BR, Rio de Janeiro, v. 16, n. 4, p. 692-715, 2018.

LAPAO, L. V.; ARCENCIO, R. A.; POPOLIN, M. P.; RODRIGUES, L. B. B. Atenção primária à saúde na coordenação das Redes de Atenção à Saúde no Rio de Janeiro, Brasil, e na região de Lisboa, Portugal. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p. 713-723, 2017.

LASCOUMES, P.; LE GALES, P. Introduction: understanding public policy through its instruments. Governance, [s.l.], v. 20, n. 1, p. 1-21, 2007.

LAZZARETTI, K.; SEHNEM, S.; BENCKE, F. F.; MACHADO, H. P. V. Cidades inteligentes: insights e contribuições das pesquisas brasileiras. Revista Brasileira de Gestão Urbana, Curitiba, v. 11, p. 1-16, 2019.

LESTON-BANDEIRA, C.; FRANCOLI, M. Parliaments in the Digital Age: Oxford Internet Institute Forum Discussion Report. Oxford: University of Oxford, 2008.

LIMA, T. C.; MIOTO, R. C. T. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 37–45, 2007.

MARQUES, H. A. P.; PEREIRA, P. M. S. Impacto social de telecentro próximo à biblioteca comunitária sob a ótica do beneficiário: o caso Chico Mendes. Em Questão, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 146-165, 2014.

MEDEIROS NETO, B.; MIRANDA, A. Aferindo a inclusão informacional dos usuários de telecentros e laboratórios de escolas públicas em programas de inclusão digital brasileiros. Informação & Sociedade, João Pessoa, v.19, n.3, p. 109-122, 2009.

MENDES, V. L. P. S.; AGUIAR, F. C. Implementação da política de saúde pública e seus desafios na era digital. Revista de Administração Pública, Rio de Janeiro, v. 51, n. 6, p. 1104-1121, 2017.

MESQUITA, K. A evolução do governo eletrônico no Brasil e a contribuição das TIC na redefinição das relações entre governo e sociedade. Comunicologia, Brasília, v. 12, n. 2, p. 174-195, 2020.

MIGUEL, L. F. Representação democrática: autonomia, interesse ou identidade e advocacy. Revista Lua Nova, São Paulo, n. 84, p. 353-364, 2011.

PEDROSO, B.; PILATTI, L. O novo qualis: perspectivas para a pós-graduação em engenharia de produção. Revista Gestão Industrial, Curitiba, v. 5, n. 2, p. 44-60, 2009.

POLLITT, C. Context in public policy and management: The missing link? Cheltenham, UK: Edward Elgar Publishing, 2013.

PROCOPIUCK, M.; FREY, K. Articulações organizacionais em redes de políticas públicas no ciberespaço: o caso da política de difusão social de TICS em Porto Alegre e Curitiba. Organizações & Sociedade, Salvador, v. 16, n. 51, p. 687-706, 2009.

RICKEN, F. A. G.; BRAGA, S. S. Representantes pós-Web? Um estudo comparado sobre os padrões de uso da internet pelos deputados e senadores dos EUA e do Brasil (2007-2011). Dissertação (Mestrado em Ciência Política) — Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2011.

SAMPAIO, R. C. et al. Democracia digital no Brasil: mapeamento e análises de artigos publicados em periódicos entre 1999-2018. IPEA - Boletim de Análise Político-Institucional, Brasília, n. 25, p. 23-31, 2021.

SAMPAIO, R.; MANCINI, M. ESTUDOS DE REVISÃO SISTEMÁTICA: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia, São Carlos, v. 11, n. 1, p. 83–89, 2007.

SANTOS, J. C. S.; SILVA, R. R. G. Governo Eletrônico e Participação Política nos Websites dos Deputados da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia. Informação & Sociedade, João Pessoa v. 21, n. 1, p. 215-224, 2011.

SILVA, H. K. C. S.; DELGADO, A. K. C. Ser ou não ser, eis a questão: um estudo sobre a Sociedade da informação no Brasil. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 29, n. 3, p. 195-211, 2019.

TESSER, C. D.; POLI NETO, P. N. Atenção especializada ambulatorial no Sistema Único de Saúde: para superar um vazio. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 3, p. 941-951, 2017.

VAZ, J. C. Transformações tecnológicas e perspectivas para a gestão democrática das políticas culturais. Cadernos Gestão Pública e Cidadania, Rio de Janeiro, v. 22, n. 71, p. 83-102, 2017.

Downloads

Publicado

2022-02-23

Como Citar

FRANKLIN, L. A. S.; EUCLYDES, F. M.; CAMPOS, A. P. T.; FERREIRA, M. A. M. Tecnologias da Informação e Comunicação no contexto democrático brasileiro: uma revisão sistemática de literatura. Em Questão, Porto Alegre, v. 28, n. 2, p. 117173, 2022. DOI: 10.19132/1808-5245282.117173. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/117173. Acesso em: 1 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigo