Das mediações aos Mundos possíveis: percurso teórico metodológico de um estudo de recepção com mulheres encarceradas

Valquiria Michela John

Resumo


Este artigo apresenta o itinerário teórico metodológico de uma pesquisa que articula a proposição das mediações de Jesus Martin-Barbero e como esta possibilitou compreender  o cotidiano de mulheres em situação de confinamento e como este se (re)configura a partir da mediação da telenovela nesse novo ambiente de socialização. O mapa das mediações de Martin-Barbero não foi o fio condutor do estudo, que se norteia pela persectiva dos mundos possíveis de Galindo Cáceres, entretanto, é justamente no encontro dessas duas perspectivas teórico metodológicas que se buscou compreender como a telenovela medeia o cotidiano de mulheres detentas. Neste contexto, evidencia-se a interrelação das mediações da socialidade, institucionalidade e ritualidade e, acima de tudo, a necessidade de voltar ao primeiro mapa do autor e encontrar numa espécie de nova “cotidianidade familiar” o caminho para compreender os usos e sentidos atribuídos à telenovela por essas mulheres durante o cumprimento de sua pena. O texto busca compartilhar o caminho teórico percorrido, que embora não tenha no mapa das mediações de Martin-Barbero seu modelo metodológico, tem na proposição das mediações o elemento central para compreender a telenovela na prisão como uma instância eminente dos mundos possíveis.


Palavras-chave


Mediações. Mundos Possíveis. Mulheres detentas. Telenovela. Percurso Teórico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19132/1807-8583201843.151-171



Intexto | E-ISSN 1807-8583

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: intexto@ufrgs.br

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos