ESCRITA DE SI E MEMORIALISMO NA FICÇÃO DE ERICO VERISSIMO

Bruno Brizotto

Resumo


RESUMO
Considerando a produção literária desenvolvida no Estado do Rio Grande do Sul, o artigo examina diferentes aspectos relacionados ao gênero textual diário, tomando como objeto de análise do diário de Sílvia, seção integrante do terceiro volume de O arquipélago, da trilogia O tempo e o vento, escrita pelo ficcionista gaúcho Erico Verissimo (1905-1975). Nesse sentido, discutimos a seguinte ordem de questões: primeiramente, analisamos o sujeito feminino enquanto instância autoral de sua narrativa confessional; na sequência, discorremos sobre o estatuto do diário como forma de escrita de si; e, por fim, verificamos a presença do discurso memorialista presente nas páginas do diário de Sílvia.

ABSTRACT
Considering the literary production carried in the State of Rio Grande do Sul, the paper examines different aspects related to the textual genre diary, taking as subject of analysis From Silvia’s Diary, integral section of the third volume of The archipelago, from the trilogy Time and the Wind, written by the gaucho writer Erico Verissimo (1905-1975). In these terms, we discuss the following order of questions: first, we analyze the female subject as an authorial instance of his confessional narrative; in the sequence, we discuss the statute of the diary as a form of self-writing; and, finally, we verify the presence of the memorialist discourse present in the pages of Silvia’s diary.


Palavras-chave


Palavras-chave: Diário. Sujeito feminino. Escrita de si. Memorialismo. Erico Verissimo. / Keywords: Diary. Female subject. Self-writing. Memorialism. Erico Verissimo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 1678-3484 - Qualis: História B3 - Planejamento Urbano B5 - Ciências Sociais Aplicadas B4 - Letras B2. Contato: revistaihgrgs@ufrgs.br