A NATUREZA CONTINGENTE DA AÇÃO ECONÔMICA: UM ESTUDO SOBRE IMERSÃO SOCIAL NO SETOR CALÇADISTA DO VALE DO SINOS NO RIO GRANDE DO SUL

Mariana Baldi, Marcelo Milano Falcão Vieira

Resumo


Este artigo centra-se na análise da influência da imersão social na ação econômica do setor coureiro-calçadista do Vale do Sinos no Estado do Rio Grande do Sul. O método adotado foi o estudo de caso, cuja abordagem longitudinal permitiu uma análise desde a colonização da região até os dias atuais. Dados primários e secundários possibilitaram identificar mudanças na dinâmica competitiva do setor, nos principais atores sociais e nas características organizacionais, permitindo compreender a natureza contingente da ação econômica. Concluiu-se que as assimetrias de poder são melhor compreendidas quando inseridas no contexto social amplo, ou seja, inseridas na cadeia mundial de calçados. A posição e a arquitetura da rede, a constituição e os tipos de laços foram importantes para compreender decisões sobre com quem formar sociedade, com quem fazer negócios, sobre a relação entre empresários e entre estes e os operários. Observou-se, também, que categorias coletivas, oriundas da interação social entre os atores, produziam limites para além daqueles considerados no conceito de racionalidade limitada. Por fim, observou-se como os elementos culturais constituíram e foram constituídos pela ação dos diferentes atores, bem como suas ações organizacionais são constituídas por aspectos do contexto local e mundial, denotando mudanças no processo de imersão do setor.


Palavras-chave


Imersão cultura; Imersão estrutural; Imersão política; Imersão social; Setor calçadista

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




REAd - Revista Eletrônica de Administração 

Escola de Administração - UFRGS |

Rua Washington Luiz, 855 - 1° Andar - Porto Alegre/RS - Brasil | CEP: 90010-460

Correio eletrônico: ea_read@ufrgs.br