Sobre a Pesquisa nas Artes: um discurso amoroso

Victoria Pérez Royo (Universidad de Zaragoza – Zaragoza, Espanha)

Resumo


Este artigo resulta de um exercício de reescrita experimental e de um pensamento analógico cujo objetivo era abrir uma nova perspectiva sobre pesquisa nas artes. Metodologicamente, as diferentes figuras de amor no livro Fragmentos de um Discurso Amoroso, de Barthes, são levadas a conversar sobre a relação entre pesquisador e objeto de estudo. Essa analogia nos permite encontrar parâmetros de qualidade baseados em uma escala de valores diferentes dos hegemônicos na academia (produtividade, competitividade, inovação). Esses novos parâmetros podem constituir uma sólida base ontológica para a construção de uma nova política de pesquisa artística na academia que permita uma reconsideração radical dos processos de investigação em artes. 


Palavras-chave


Pesquisa Artística; Amor; Analogia; Ética de Pesquisa; Subjetividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS DA PRESENÇA - Brazilian Journal on Presence Studies - e-ISSN 2237-2660 - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil - http://www.seer.ufrgs.br/presenca

 

      

 

 

Crossref Similarity Check logo

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.