EUGÊNIO COSERIU E A LINGUÍSTICA DO TEXTO NO BRASIL

Clemilton Lopes Pinheiro

Resumo


As primeiras pesquisas sobre o texto, no Brasil, surgiram no início da década de 1980, quando apareceram as primeiras publicações que apresentaram ao leitor brasileiro uma visão geral do que se estudava na Europa sobre o tema, sobretudo em países como Alemanha e França. Atualmente, os estudos do texto no país estão consolidados, ainda sob a influência de autores europeus, mas buscam sua identidade. O nome de Eugenio Coseriu fui silenciado, no Brasil, nesse campo. Sem querer discutir as razões desse desinteresse dos pesquisadores que impediu a influência de Coseriu nos estudos do texto no Brasil, propomos, neste trabalho, uma reflexão sobre duas perspectivas do programa de pesquisa sobre o texto desenvolvida no país: a Perspectiva textual-interativa e a Perspectiva sociocognitivo-discursiva. Para isso, tomaremos como base a distinção coseriana entre gramática do texto e linguística do texto.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2238-8915.81047

Direitos autorais 2018 Clemilton Lopes Pineiro

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

E-ISSN: 22388915 / ISSN Impresso: 0102-6267

LICENÇA

Os artigos publicados na revista estão sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional

INDEXADORES

  

     

   

            Imagen relacionada

 

Flag Counter