Do movimento à mobilidade: uma análise semiótica da comunicação publicitária de marcas globais de automóveis

Maria Alice de Faria Nogueira

Resumo


A propensão à mobilidade contemporânea altera radicalmente os modos de vida em todas as esferas de atuação cotidiana, constituindo uma Cultura da Mobilidade que envolve a tudo e a todos em novas possibilidades e experiências. O marketing e a publicidade têm um papel importante no estímulo à circulação global de pessoas, mercadorias e informação por serem parte integrante fundamental do movimento dos objetos. A partir de um panorama do contexto global de uma sociedade móvel, em rede e de riscos, este artigo tem como objetivo apresentar a maneira com que a propensão à mobilidade foi representada na publicidade, baseada na análise semiótica de anúncios de marcas globais de automóveis.


Palavras-chave


Cultura da mobilidade. Análise semiótica. Movimento. Comunicação publicitária. Marcas automobilísticas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19132/1807-8583201841.112-124



Intexto | E-ISSN 1807-8583

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: intexto@ufrgs.br

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos