A Rede Globo no ecossistema da Social TV: uma análise sobre as postagens do perfil @redeglobo no Twitter

Daiana Sigiliano, Gabriela Borges

Resumo


Este artigo pretende discutir os recursos explorados pela Rede Globo para engajar os telespectadores interagentes na Social TV. O fenômeno marca a convergência da experiência televisiva com a arquitetura informacional da social media, em que o público compartilha suas impressões nas redes sociais de maneira síncrona à exibição dos programas na grade de programação. Com o intuito de refletir sobre práticas adotadas pela Rede Globo, no âmbito da Social TV, foi realizado um monitoramento das postagens do perfil da emissora no Twitter durante uma semana. Posteriormente, foram analisadas as publicações a partir de três perspectivas: o uso da hashtag, o fluxo gerado no microblogging e os tipos de conteúdos compartilhados. Conclui-se que apesar irem ao encontro das potencialidades da Social TV, as ações da emissora no Twitter não concretizam uma relação de colaboração e coautoria com o telespectador interagente.


Palavras-chave


Social TV. Televisão. Twitter. Rede Globo. Monitoramento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19132/1807-8583201636.103-120



Intexto | E-ISSN 1807-8583

Classificação Qualis: B1 - Comunicação, Informação, História, Letras/Linguística  | B2 - Psicologia | B3 - Ciência Política e Relações Internacionais, Arquitetura, Urbanismo e Design, Ciências Ambientais, Interdisciplinar | B4 - Sociologia. 

Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: intexto@ufrgs.br

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos