Da tortuosa elucidação do trágico: a agência da noção de bullying em meio a eventos extremos de violência juvenil

Juliane Bazzo

Resumo


Na contemporaneidade, tanto brasileira, quanto ocidental, percebe-se incrustrada no imaginário coletivo a associação entre a prática do chamado bullying e episódios de violência juvenil extrema. Este artigo propõe-se a explorar os meandros desse vínculo a partir de um viés antropológico e, portanto, lança mão da etnografia como elemento primordial. A partir de dados obtidos em trabalho de campo realizado nos cenários brasileiro e estadunidense, tece-se uma análise que põe em relevo as tensões em torno do agenciamento da noção de bullying desencadeadas por duas tragédias juvenis emblemáticas: os ataques armados em Columbine High School (Colorado, Estados Unidos) e na Escola Municipal Tasso da Silveira (Realengo, Rio de Janeiro - RJ), ocorridos respectivamente em 1999 e 2011, ambos com vítimas fatais. A conclusão sinaliza a importância do investimento etnográfico na tarefa de politizar o debate sobre a violência juvenil num âmbito especificamente nacional, na contramão de generalizações oriundas de uma esfera internacional.

Palavras-chave: Bullying. Agência. Violência juvenil. Eventos extremos. Etnografia.

On the tortuous elucidation of the tragic: the agency of the bullying concept in extreme events of young violence


Abstract

In contemporaneity, in Brazil and in the West, the collective imagination has been found a strong association between the practice of bullying and episodes of extreme juvenile violence. This article proposes to explore the intricacies of this link from an anthropological approach and, therefore, uses ethnography as a primordial element. Based on data obtained from fieldwork carried out in the Brazilian and American scenarios, the analysis highlights the tensions surrounding the agency of bullying notion triggered by two emblematic juvenile tragedies: the armed attacks at Columbine High School (Colorado, United States) and at the Tasso da Silveira Municipal School (Realengo neighborhood, City of Rio de Janeiro, Brazil), which occurred respectively in 1999 and 2011, both with fatal victims. The conclusion points to the importance of ethnographic investment in the task of politicizing the debate on youth violence in a specifically national context, as opposed to generalizations from an international sphere.

Key words: Bullying. Agency. Juvenile violence. Extreme events. Ethnography.


Texto completo:

38-73 PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/1984-1191.75733

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - NUPECS/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191