O analista de discurso e a práxis sócio-histórica: um gesto de interpretação materialista e dialético

Helson Flávio da Silva Sobrinho

Resumo


Este artigo, inscrito na perspectiva da Análise do Discurso de Michel Pêcheux e fundamentado no materialismo histórico e dialético, busca contribuir com a teoria e a prática do analista de discurso. Visa, sobretudo, reabrir questões sobre o caráter ético, político e de responsabilidade do nosso gesto teórico-metodológico de descrição-interpretação que, a partir da relação sujeito-objeto, sempre uma relação determinada historicamente, implica, de modo incontornável, o fazer ciência e o fazer política ao mesmo tempo, pois não se pode tangenciar a práxis sócio-histórica.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Conexão Letras - Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Instituto de Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Bairro Agronomia

CEP: 91540-000

www.seer.ufrgs.br/conexaoletras

E-mail de contato: zand@ufrgs.br