LÍNGUA E PODER: REVISITANDO OS DEBATES ENTRE PAULINO DE BRITO E CÂNDIDO DE FIGUEIREDO

Hosana dos Santos Silva

Resumo


RESUMO: Neste estudo, analisamos o debate entre o gramático brasileiro Paulino de Brito e o gramático português Cândido de Figueiredo, travado no início do século XX, acerca dos chamados brasileirismos. Levando em conta a importância linguística, social e histórica das discussões encaminhadas por esses letrados, bem como sua influência nos processos de assentamento da(s) variedade(s) culta(s) brasileira(s), esperamos, nesta reflexão, evidenciar que, apesar das disposições divergentes, Brito e Figueiredo partilharam ideologias e valores próprios dos grupos letrados. Seus discursos, estabelecidos na esteira do racismo científico, cooperaram para a construção de imagens de superioridade das línguas e culturas europeias e para a desvalorização das línguas e culturas minoritárias, especialmente as africanas.


Palavras-chave


Português brasileiro; Brasileirismos; Paulino de Brito; Cândido de Figueiredo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-6385.67844



Indexadores:       

Site da UFRGS

Site do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Letras

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)