IDENTIDADE, GAUCHISMO E OS AVESSOS DA HISTÓRIA EM CONTOS GAUCHESCOS, DE SIMÕES LOPES NETO

Cristiane da Silva Alves

Resumo


Partindo dos estudos de Benedict Anderson e de Stuart Hall, entre outros, este artigo busca analisar alguns aspectos da construção identitária do gaúcho, conforme foi consolidada ao longo do tempo pelo imaginário e pela literatura. Para tanto, relembra-se alguns momentos e obras em que o homem dos pampas ganha destaque para, em seguida, examinar os Contos Gauchescos, de João Simões Lopes Neto, verificando especialmente o modo como o autor constrói ficcionalmente o gaúcho, filiando-se à tradição regionalista e, ao mesmo tempo, rompendo com esta.

Palavras-chave


Literatura sul-rio-grandense; João Simões Lopes Neto; Contos Gauchescos; gaúcho

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2236-6385.67256



Indexadores:       

Site da UFRGS

Site do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Letras

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)