POESIA NA LÍNGUA E NO DISCURSO: A QUESTÃO DA METÁFORA NA CONSTITUIÇÃO DOS SENTIDOS

Augusto Radde

Resumo


Apresento neste artigo uma leitura sobre a questão da metáfora na constituição dos sentidos, a partir de uma relação entre Saussure e Pêcheux, considerando que o valor linguístico do signo surge na teoria saussuriana como uma noção que abre espaço para que pensemos o sentido e avancemos em direção ao discurso de Pêcheux. Desse modo, coloco em discussão a questão da metáfora e de sua importância para que trabalhemos a relação entre língua e história e analiso um discurso de campanha de prevenção a DST-AIDS, com base no pressuposto de que o traço do poético é inerente a todo discurso e encontra seu lugar na ordem interna da língua.

Palavras-chave


Língua; Metáfora; Discurso

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2236-6385.66945



Indexadores:       

Site da UFRGS

Site do Programa de Pós-Graduação do Instituto de Letras

E-ISSN 2236-6385 (versão eletrônica)