A influência das relações do campo e cidade sob a ótica da modernização na agricultura

Monica CARGNIN, Luiz Fernando MAZZINI FONTOURA

Resumo


As transformações no campo são percebidas, não necessitando muitos conhecimentos prévios das atividades desenvolvidas nesse espaço, pois a paisagem passa por alterações a todo o momento. Os agentes urbanos tornam-se responsáveis por tais alterações da vida no campo. Nesse sentido, o artigo busca realizar uma reflexão da relação do espaço urbano com o espaço rural. Entende-se que, a partir do momento em que o homem admite compor a sociedade urbana, compreende-se a sua influência na artificialização dos espaços. A relação campo/cidade não pode ser estudada de forma dissociada, pois após o evento da industrialização, os laços entre as atividades do campo e as da cidade tornaram-se interdependentes. Com a modernização, tornou-se possível potencializar a produção agrícola via artificialização das etapas do tempo da natureza com uso de técnicas e uso massivo da mecanização agrícola. Com isso, as cooperativas, em especial, passaram a atuar no ramo do agronegócio como facilitadoras no processo de industrialização do rural, sendo as principais responsáveis pela implantação da infraestrutura de armazenagem, transportes e comercialização da produção. No entanto, a melhoria nas condições do modo de vida urbano não contempla a todos no espaço rural, podendo ser intensificadas as diferenças socioeconômicas.


Palavras-chave


Modernização na agricultura. Campo. Cidade. Cooperativa Agropecuária.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


O BGG é uma publicação da Associação dos Geógrafos Brasileiros - Seção Porto Alegre

Endereço / Address:Rua Uruguai nº 35 sala 426, Centro

CEP: 90010-140 

Porto Alegre - RS - Brasil

Telefone / Phone: 55 51 3019-8190 

Contato/mail to: boletimgauchodegeografia@ufrgs.br