Corredores de Comércio e Salas de Justiça: Lei, Coerção e Lealdade nas Fronteiras do Rio da Prata

Joseph Patrick Younger

Resumo


Este trabalho explora o estabelecimento de direitos de propriedade sobre redes comerciais que atravessavam a fronteira entre Rio Grande do Sul e Uruguai nos meios de século XIX. Na primeira parte, o ensaio explora as soluções para o problema da definição da lei na ausência de uma única soberania, usando instituições como tabeliões para projetar direitos de propriedade. A segunda parte avança que definições mutantes de lei e coerção foi o clave para definir direitos de propriedade no contexto fronteiriço.

Palavras-chave


Fronteira, propriedade, direito, comércio

Texto completo:

PDF HTML


Universidade Federal do Rio Grande do Sul - ISSN 1984-5634