Escravidão contemporânea no Brasil: A trajetória histórica de um debate teórico-metodológico e político (1985-2003).

Gladyson Stelio Brito Pereira

Resumo


A escravidão contemporânea, por suas características clandestinas, é um fenômeno de difícil mensuração estatística. Porém, o levantamento do número de denuncias, se por um lado, é questionável como referência para calcular o número total de casos de escravização, por outro se tornou, na virada do século XX para o XXI, um instrumento valioso para a mobilização social e para a provocação de alterações nas posturas de governos, do Estado e da própria lei.

Palavras-chave


Palavras-chaves: Escravidão, trabalho, estatística, sociedade civil, lei.

Texto completo:

PDF HTML


Universidade Federal do Rio Grande do Sul - ISSN 1984-5634