Influência de diferentes espessuras no grau de conversão de uma resina adesiva

Isadora Martini Garcia, Vicente Castelo Branco Leitune, Susana Maria Werner Samuel, Fabricio Mezzomo Collares

Resumo


Objetivos: o objetivo desse trabalho foi avaliar o grau de conversão (GC) de diferentes espessuras (1; 2; 3 e 4 mm) de uma resina adesiva translúcida de uso odontológico. Materiais e métodos: o GC de uma resina adesiva translúcida foi avaliado por meio de espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR) acoplado a um dispositivo de refletância total atenuada (ATR). Foram utilizadas quatro matrizes de polivinilsiloxano de 1; 2; 3 ou 4 mm de espessura por 7 mm de diâmetro cada uma para conter o adesivo dispensado (n = 3) sobre o cristal de diamante do dispositivo de ATR. ANOVA de uma via e teste de comparações múltiplas de Student-Newman-Keuls foram utilizados com um nível de significância estatística de 5%. Resultados: espécimes de 1 mm de espessura apresentaram estatisticamente maiores valores de GC (62,19± 0,20) comparado aos demais grupos (p<0,05). Os grupos de 2 e 3 mm não apresentaram diferença entre si (p>0,05), mas foram maiores que o grupo de 4mm (p>0,05). Conclusão: é necessária a padronização da espessura dos espécimes submetidos ao ensaio de avaliação de GC por FTIR-ATR.

Palavras-chave


materiais dentários; polimerização; adesivos dentinários

Texto completo:

PDF


ISSN 0566-1854 / e-ISSN 2177-0018