Associações entre discriminadores do Sistema de Triagem de Manchester e diagnósticos de enfermagem

Betina Franco, Lurdes Busin, Tânia Couto Machado Chianca, Vítor Monteiro Moraes, Ananda Ughini Bertoldo Pires, Amália de Fátima Lucena

Resumo


Objetivo: Analisar associações entre discriminadores do Sistema de Triagem de Manchester e Diagnósticos de Enfermagem em pacientes adultos, classificados com prioridade clínica I (emergência) e II (muito urgente). Método: Estudo transversal realizado na unidade de emergência do sul do Brasil, entre abril e agosto de 2014. Amostra de 219 pacientes. Os dados foram coletados no prontuário online e analisados estatisticamente, com teste exato de Fisher ou qui-quadrado. Resultados: Encontrou-se 16 discriminadores e 14 diagnósticos de enfermagem. Houve associação entre sete discriminadores e cinco diagnósticos de enfermagem do tipo foco no problema, dentre Dor precordial ou cardíaca com o diagnóstico Dor aguda. Também houve associação entre três discriminadores com quatro diagnósticos de enfermagem de risco, dentre Déficit neurológico agudo com o diagnóstico Risco de perfusão tissular cerebral ineficaz. Conclusão: Existem associações significativas entre discriminadores do Sistema de Triagem de Manchester e diagnósticos de enfermagem mais frequentemente estabelecidos na Unidade de Emergência.

Palavras-chave: Enfermagem em emergência. Triagem. Processo de enfermagem. Diagnóstico de enfermagem. Cuidados de enfermagem. Terminologia.


Palavras-chave


Enfermagem em emergência. Triagem. Processo de enfermagem. Diagnóstico de enfermagem. Cuidados de enfermagem. Terminologia.

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447