Violência autoinfligida por intoxicação exógena em um serviço de urgência e emergência

Caique Veloso, Lorena Uchôa Portela Veloso, Claudete Ferreira de Souza Monteiro, Maria do Livramento Fortes Figueiredo, Ruth Suelle Barros Fonseca, Telma Maria Evangelista de Araújo, Raylane da Silva Machado

Resumo


Objetivo: Analisar as violências autoinfligidas por intoxicação exógena notificadas em um serviço de saúde.
Métodos: Estudo epidemiológico, retrospectivo e analítico realizado em um serviço de urgência e emergência do município de Teresina, Piauí. Procedeu-se nos meses de janeiro e fevereiro de 2015, mediante análise de todos os casos de violência autoinfligida por intoxicação exógena notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação, no período de 2009 a 2014. O teste qui-quadrado de Pearson foi utilizado na análise.
Resultados: Foram notificadas 277 vítimas de violência autoinfligida por intoxicação exógena, sendo que 10,5% morreram por suicídio. Houve associação entre o óbito e as variáveis idade, escolaridade, zona de ocorrência e tipo de exposição, assim como entre o tipo de exposição e a quantidade de agentes utilizados.
Conclusão: Os resultados fornecem subsídios para a definição de estratégias de prevenção considerando os grupos vulneráveis e a complexidade dos fatores associados à violência autoinfligida.
Palavras-chave: Violência. Suicídio. Tentativa de suicídio. Envenenamento. Vigilância epidemiológica.


Palavras-chave


Violência; Suicídio; Tentativa de Suicídio; Envenenamento; Vigilância Epidemiológica

Texto completo:

Português English


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447