Pesquisa-Intervenção em Saúde Mental: Balançando as Redes da Saúde / Research-Intervention in Mental Health: Balancing Health Networks

Tamires da Cunha Sivinski, Júlia Monteiro Schenkel

Resumo


A implantação de redes de saúde proposta pelo Sistema Único de Saúde (SUS) tem-se dado com diferentes desafios, entre estes, destacamos a construção de um cuidado integral. Como contribuição a este debate nos propomos a discutir a circulação dos usuários do SUS na Rede de Atenção Psicossocial. Apresentamos resultados de uma pesquisa-intervenção participativa realizada de 2013 a 2015 na região metropolitana de Porto Alegre com usuários, trabalhadores e gestores ligados à Rede de Atenção Psicossocial, que pôde acompanhar as práticas de saúde mental na atenção básica. Questionamentos dos usuários acerca dos modos instituídos de encaminhamentos e quanto às possibilidades de vinculação aos serviços foram os eixos de reflexão deste artigo. Conclui que a constituição de uma Rede de Atenção Psicossocial articulada e integrada, tendo a Atenção Básica como ponto de referência requer a renovação de contratos e de vínculos para a produção afetiva e efetiva de cuidado integral.

Palavras-chave: Cuidado Integral; Redes de Saúde; Atenção Básica; Saúde Mental.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2238-152X.80417

logogoogle
Scientific Electronic Library Online          

 

ISSN: 2238-152X.