Saúde Mental na Atenção Básica: Dividir ou Somar Apoios Matriciais? / Mental Health in Primary Health Care: Should Matrix Support Be Added or Split?

Cláudia Maria Filgueiras Penido, Breno Pedercini de Castro, Janete dos Reis Coimbra, Vânia Dolher de Santa Inêz Souza Baker, Renato Ferreira Franco

Resumo


Com o presente ensaio pretende-se discutir a relação entre as Equipes de Saúde Mental (EqSMs) e os Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASFs) para o cuidado em saúde mental na Atenção Básica (AB) de Belo Horizonte/MG. A discussão se baseia na recuperação de fragmentos históricos da implementação das ações em saúde mental no município e na experiência dos autores. São evidenciados impasses e desafios relacionados à manutenção das EqSMs, lotadas na AB mesmo depois da implantação dos NASFs, o que caracteriza exceção no cenário nacional. A existência de psicólogos em ambas as equipes colabora para a existência de conflitos quanto à divisão de clientela, o que pode resultar em encaminhamento entre elas e em dificuldade de acesso aos cuidados em saúde mental. É indicada a necessidade de diálogo entre essas diferentes estratégias matriciais, reforçando que a discussão dos processos de trabalho é prevista no próprio método de apoio. 

Palavras-chave: Saúde Mental; Atenção Primária à Saúde; Apoio Matricial; Núcleos de Apoio à Saúde da Família.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2238-152X.80415

logogoogle
Scientific Electronic Library Online          

 

ISSN: 2238-152X.