EscreverCOM: com quem? com o quê? para quê? / WritingWITH: with whom? with what? For what?

Thais Amorim Silva, Márcia Oliveira Moraes, Carolina Sarzeda Reis Couto, Dandara Chiara Ribeiro Trebisacce, Juliana Pires Cecchetti Vaz, Keyte da Silva Pestana, Larissa Ribeiro Mignon, Lia Paiva Paula, Lucas Nogueira Calvet Corrêa, Maíra de Macedo França, Rafael Bordallo de Figueiredo Raposo

Resumo


Resumo

Este artigo problematiza a escrita do trabalho acadêmico. Toma por base o argumento de que a escrita é parte inerente à investigação e, a partir das considerações de Haraway (2008, 1995), afirma a escrita como prática situada e marcada. O trabalho aposta no fazerCOM como direção ética e epistemológica da pesquisa e apresenta discussão acerca da partilha da escrita de diários de campo, entre pesquisadores e pesquisados. O texto conclui indicando que a escrita partilhada dos diários de campo abre possibilidades inéditas na construção das narrativas acerca da deficiência, menos como déficit e mais como reinvenção da vida.

Palavras-chave: Escrita Acadêmica; PesquisarCOM; Deficiência Visual; Narrativas.

 

Abstract

This paper problematizes academic writing by arguing that writing is an inherent part of research. Based on considerations of  Haraway (2008, 1995) it affirms that writing is a situated and marked practice. The work bets on doingWITH as the ethical and epistemological direction of the research and presents a discussion about the sharing of written field diaries, between researchers and researched. The text concludes by pointing out that the shared writing of the field diaries opens up new possibilities in the construction of narratives about disability, less as deficits and more as a reinvention of life.

Keywords: Academic Writing; ResearchWITH; Visual Disability; Narratives.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2238-152X.74588

 Scientific Electronic Library Online          

 

ISSN: 2238-152X.