Notícias

Chamada aberta para o próximo número

 
Tema - Literatura e confinamento

Como produzir literatura ou arte em situação de confinamento? Esses espaços podem ser o porão ou o sótão, o sanatório, o hospício, o cárcere, o convento, o gueto, o campo de concentração. Independentemente da natureza desses locais, obras foram escritas, criações artísticas se manifestaram, de que são exemplo os livros O cemitério dos vivos, de Lima Barre-to, Recordações da casa dos mortos, de F. Dostoievski, Arquipélago Gulag, de Alexandre Soljenítsin, Memórias do cárcere, de Graciliano Ramos, É isso um homem?, de Primo Levi, ou Zona de interesse, de Martin Amis. Tais relatos, apresentados sobretudo em primeira pessoa sob a forma de memórias, autobiografias, diários, correspondência, crônicas, constituem um corpus expressivo e de qualidade. Dessa matéria se comporá o volume 13, n. 01, de Nau Literária.

Prazo para submissões: 31 de agosto de 2017.
 
Publicado: 2017-07-01
 

Chamada aberta para o próximo número

 
Dossiê Guerra do Paraguai e Literatura na América do Sul

A Guerra do Paraguai ou Grande Guerra do Brasil (1864-1870) foi um fato histórico e político significativo, que mobilizou as forças militares brasileiras, argentinas e uruguaias em conflito bélico contra a jovem república paraguaia, em torno, principalmente, das disputas territoriais e econômicas. Apesar das imensas perdas humanas, produziu um imaginário rico, registrado em prosa e verso, que constitui, com o passar dos anos, uma espécie de solo comum na região sul da América. Do lado brasileiro, por exemplo, que ainda era um império no século XIX, pode-se acompanhar, desde então, a instauração do Estado Nacional, as "guerras" culturais em torno da identidade, a limitação das fronteiras e as políticas linguísticas que promovem a modernização do país ao longo do século XX. Compartilhada no avesso da animosidade, a memória da guerra, que envolveu combatentes negros, índios, imigrantes, torna-se um potente gerador de ficção, muitas vezes com caráter transnacional e ignorando deliberadamente as construções geopolíticas das nacionalidades. O Dossiê Guerra do Paraguai e Literatura na América do Sul propõe um resgate das formas, consideradas esforços artísticos de reflexão, convivência e sobrevivência.

Organizadores: Gerson Roberto Neumann; Rita Lenira de Freitas Bittencourt

Prazo final para envio de artigos: 05 de junho de 2017
 
Publicado: 2017-05-12
 
1 a 2 de 2 itens