Plataforma Matematech: um recurso didático no ensino de matemática nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental

João Paulo Pereira Araújo, José Geraldo Ribeiro Júnior

Resumo


Atualmente, muito se discuti sobre a situação da educação no Brasil e os caminhos que devem ser percorridos para alcançar uma educação de qualidade. Os índices gerados com base em avaliações que medem o nível de proficiência dos alunos não têm desenhado o melhor cenário para o processo de aprendizagem no Brasil. Quando o assunto é matemática, os resultados são caóticos. Porém, vários setores estão se empenhando para construir um painel diferente da educação no Brasil. Nesse contexto, a tecnologia tem sido colocada como uma aliada na tentativa de mudar esse cenário. Partindo dessas observações, o presente trabalho propõe o uso de uma solução tecnológica para dar suporte ao ensino de matemática nos anos iniciais da Educação Básica. A Plataforma foi aplicada a alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental de uma escola da rede pública e observou-se que ela é uma ferramenta eficiente na garantia de um aprendizado contextualizado.

Palavras-chave


Tecnologia; Educação; Plataforma de Aprendizagem.

Texto completo:

PDF

Referências


KENSKI, Vani Moreira. Educação e Tecnologias: O novo ritmo da informação. Papirus Editora, 3ª edição, 2008.

INEP. O que é o PISA? Disponível em: http://portal.inep.gov.br/pisa-programa-internacional-de-avaliacao-de-alunos. Acesso em: 05 mar.2016.

INEP. História da Prova Brasil e do Saeb. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Prova Brasil: boletim de desempenho. Brasília: MEC, SEB; Inep, 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 fev. 2016.

PIRES, José. A questão ética frente às diferenças: uma perspectiva da pessoa como valor. In: Inclusão compartilhando saberes, Petrópolis – Rio de Janeiro, ed. Vozes, 2006.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: PCN+ Ensino Médio: Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias. Brasília: Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica, 2002.

Programme for international student assessment (PISA) Results from PISA 2012 – Brazil. Disponível em: http://www.oecd.org/brazil/PISA-2012-results-brazil.pdf. . Acesso em 05.mar.2016. Acesso em 01 fev.2016.

PISA, 2014. Disponível em: http://g1.globo.com/educacao/noticia/2014/08/nobel-de-matematica-contrasta-com-baixo-indice-de-aprendizado-no-brasil.html. Acesso em: 28 mar.2016.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Saeb. 2005. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/saeb. Acesso em: em: 26 mar.2016.

INEP. História da Prova Brasil e do Saeb. Disponível em: . Acesso em: 13 mar. 2016.

QEDU. Aprendizado dos alunos: Brasil. Disponível em: http://www.qedu.org.br/brasil/aprendizado. Acesso em: 05 fev.2016.

QEDU. IDEB 2013: veja a situação da educação de cada estado. Disponível em: http://blog.qedu.org.br/blog/2015/01/12/ideb-2013/. Acesso em: 16 mar.2016.

Revista Educação. Como encontrar o equilíbrio no uso da tecnologia da sala de aula. Junho/15. Disponível em: http://www.revistaeducacao.com.br/textos/218/mudando-a-sala-de-aulaa-escola-ainda-precisa-entender-que-354439-1.asp. Acesso em: 21 mar.2016.

PERRENOUD, Philippe. Dez Novas Competências para Ensinar. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 2000.

Revista Exame CEO. Edição de Agosto/2011. Pag. 72-76. Disponível em: http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/uploads/exame_201108.pdf. Acesso em: 11 mar. 2016.

Educação inovadora para um mundo em transformação. Disponível em: http://www.tamboro.com.br/. Acesso em 13 mar.2016.

Ludz. Disponível em: http://www.tamboro.com.br/#!ludz/cpff. Acesso em: 03 mar.2016.

Sr. X. Disponível em: http://www.tamboro.com.br/#!senhor-x/cahf. Acesso em: 11 mar.2016.

Criamos Jogos Educativos com metodologia pedagógica sólida que prepara o aluno para a vida. Disponível em: http://www.xmile.com.br/. Acesso em: 06 mar.2016.

Mistério dos Sonhos 1: o chamado dos guardiões. Disponível em: http://www.xmile.com.br/index.php?p=misterio_sonhos1. Acesso em: 13 mar.2016.

Mistério dos Sonhos 2: a máquina do poder. Disponível em: http://www.xmile.com.br/index.php?p=misterio_sonhos2. Acesso em: 13 mar.2016.

Mistério dos Sonhos 3: a grande jornada. Disponível em: http://www.xmile.com.br/index.php?p=misterio_sonhos3. Acesso em: 13 mar.2016.

VEJA. São Paulo: Abril, n. 23, 10 de Junho de 2009.

INEP. Disponível em:. Acesso em: 21 mar.2016.

CARVALHO, Bruno Miguel Pacheco Saraiva de. Algoritmo de Dijkstra – Universidade de Coimbra. Disponível em: < https://student.dei.uc.pt/~brunomig/cp/Artigo.pdf>. Acesso em: 20 fev. 2016.

BRASIL. Plano de Desenvolvimento da Educação. Brasília, 2007. Disponível em: < http://www.mec.gov.br/pde>. Acesso em: 13 fev.2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Saeb - Sistema de Nacional de Educação Básica. Matrizes Curriculares de Referência para o SAEB, 1997. Brasília: MEC/Inep/Daeb, 2000. Disponível em: . Acesso em: 13 fev. 2016.




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO: teoria & prática. e-ISSN: 1982-1654 ISSN Impresso:1516-084X