Cuba na Cooperação Sul-Sul: Contribuições de um regime socialista a CID?

Marina Bolfarine Caixeta

Resumo


Desde a Revolução de Cuba em 1959 o país tem vivido um regime de governo e um Estado baseado em princípios socialistas. Isso tem caracterizado a atuação do Estado tanto no plano interno, por meio da promoção dos bens públicos, quanto no plano externo, por meio de parcerias de cooperação internacional com destaque para a prioridade aos países e povos do Sul global e a temas de interesse público. O presente artigo analisa a cooperação Sul-Sul em saúde – o exército de batas brancas cubano pelo mundo e a ELAM - como importante contribuição de Cuba aos ideias da cooperação internacional para o desenvolvimento (CID), cujos objetivos estão mais focalizados no bem-estar humano (políticas sociais) do que no exercício de poder (política externa).


Palavras-chave


Cuba; Cooperação Sul-Sul; socialismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22456/2178-8839.71275

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International License.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS