A Criança é Performer

Marina Marcondes Machado

Resumo


Este artigo conversa com a noção de infância proposta por Maurice Merleau-Ponty em seus Cursos na Sorbonne sobre a Psicologia e a Pedagogia da criança. O texto tem raiz nos resultados da pesquisa de pósdoutoramento da autora, pesquisa de criação dramatúrgica na metodologia de “trabalho em processo” cuja totalidade, entre etnografia, estudo das cenas de rua e criação de roteiros teatrais, permitiram-na propor a noção de criança performer. Trata-se de uma contribuição original com base na tradição fenomenológica, bem como na noção de culturas da infância. O artigo faz interlocução com o que estudiosos da cena contemporânea nomeiam performance e performer de modo a propor uma visão de criança performer, com foco especialmente voltado para a Pedagogia Teatral e a Educação Infantil.

 

 


Palavras-chave


Primeira Infância. Relação Criança-corpo. Maurice Merleau- Ponty. Perfomance.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

 

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo