O enfermeiro da central de material e esterilização e a percepção do seu papel social

Silvia Ricci Tonelli Bartolomei, Rúbia Aparecida Lacerda

Resumo


Utilizou-se análise de discurso para compreender como os enfermeiros da Central de Material e Esterilização (CME) percebem seus papéis sociais e os relacionam com a estrutura da assistência à saúde e com o processo de cuidar da enfermagem. Os entrevistados valorizam seu trabalho, identificando-se com um papel social já dado. Essa valorização decorre antes do papel administrativo que do específico à CME. Nesse contexto, não há tensão entre o seu fazer e a relação, ou não, com o cuidado pelo enfermeiro. Manifestam percepção de valor externo negativo do seu trabalho, suficiente para geração de tensão e desconforto.

Palavras-chave


Cuidados de enfermagem; Almoxarifado central hospitalar; Satisfação no emprego.

Texto completo:

PDF


ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447