PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS DE CRACK EM RELAÇÃO AO USO E TRATAMENTO

Ruth Irmgard Bärtschi Gabatz, Airton Luis Schmidt, Marlene Gomes Terra, Stela Maris de Mello Padoin, Annie Jeanninne Bisso Lacchini, Adão Ademir da Silva

Resumo


O objetivo foi conhecer a percepção dos usuários de crack em relação ao uso e ao tratamento, em hospital geral, de médio porte, localizado no Rio Grande do Sul. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória, que utilizou a entrevista semiestruturada, com oito usuários de crack, de setembro a outubro de 2010. Para analisar os dados, utilizou-se a análise de conteúdo da qual emergiram duas categorias temáticas: uso de drogas e busca por tratamento. Evidenciou-se que o início do uso das drogas, na adolescência, relaciona-se ao acesso social ou econômico fácil, à carga excessiva no estudo e trabalho, ao estresse e ao desconhecimento da possibilidade de dependência quími­ca, influências de amigos e de familiares, sendo que estes também influenciam na busca pelo tratamento. Concluiu-se que é necessário conhecer melhor o problema do crack e apoiar as ações voltadas à redução do consumo, da prevenção e da educação aos usuários.

Palavras-chave


Usuários de drogas. Cocaína crack. Hospitalização. Enfermagem.

Texto completo:

Sem título () PDF


ATENÇÃO: AS SUBMISSÕES PARA A RGE DEVEM SER REALIZADAS NO SEGUINTE ENDEREÇO:

https://mc04.manuscriptcentral.com/rgenf-scielo

 
              

 SCImago Journal & Country Rank

 

ISSN 0102-6933 E-ISSN 1983-1447