Mapeamento das interações em ambiente virtual de aprendizagem: uma possibilidade para avaliação em educação a distância

Bassani,$space}Patrícia Brandalise Scherer
PGIE, UFRGS
março, 2006
 

Resumo

O presente trabalho apresenta uma reflexão sobre a questão da interação em ambientes virtuais de aprendizagem, focalizando-se na modelagem e implementação de uma ferramenta computacional capaz de mapear as interações potencializadas nestes espaços.Logo, busca, por um lado, investigar se o mapeamento das interações que se constituem entre os sujeitos participantes de um curso em um ambiente virtual de aprendizagem pode auxiliar o professor no processo de avaliação das atividades desenvolvidas no ambiente. Por outro lado, identificar como esta ferramenta pode auxiliar o aluno no acompanhamento de sua participação e produção, caracterizando-se como um espaço para a auto-avaliação. Entende-se que um estudo sobre a interação em ambientes virtuais de aprendizagem poderá desencadear uma nova postura frente à tarefa da avaliação da aprendizagem na modalidade de educação a distância. A elaboração de um modelo para o mapeamento das interações em um ambiente virtual de aprendizagem teve como eixo norteador a concepção construtivista-interacionista de aprendizagem. Envolveu o resgate teórico sobre os conceitos de interação e avaliação, numa perspectiva epistemológica e tecnológica, a investigação de ferramentas de mapeamento das interações disponíveis em diferentes ambientes virtuais de aprendizagem e a pesquisa de tecnologias e/ou algoritmos que vêm sendo propostos e/ou desenvolvidos para facilitar o trabalho à distância. A partir destes estudos, viu-se a necessidade de definir uma ferramenta capaz de mapear as interações a partir de um enfoque quantitativo e qualitativo, tanto numa perspectiva individual quanto interindividual. O enfoque quantitativo da interação faz referência ao que é possível apresentar de informações quantificáveis, como número de acessos ao ambiente, número de acessos a determinadas atividades, quantidade de trabalhos enviados ou ainda o número de contribuições em determinada ferramenta. O enfoque qualitativo da interação prevê a visualização do conteúdo e o mapeamento das contribuições individuais dos participantes, e sua interconexão com as contribuições de outros participantes. A ferramenta proposta, chamada interROODA, foi incorporada ao ambiente virtual de aprendizagem ROODA, desenvolvido pela equipe interdisciplinar do Núcleo de Tecnologia Digital Aplicada à Educação, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (NUTED/UFRGS). A partir dos dados coletados por meio desta ferramenta, buscou-se delinear possibilidades de interpretação das interações mapeadas, à luz do modelo proposto, de forma a potencializar os processos de avaliação da aprendizagem na modalidade de educação a distância.


Orientador: Profa. Dra. Patrícia Alejandra Behar
Co-orientadora: Profa. Dra. Cleci Maraschin