A organização da informação e a comunicação científica: implicações para os profissionais e usuários da informação

Gisele Vasconcelos Dziekaniak

Resumo


Discute a relação entre produção e disseminação da informação com as práticas utilizadas pelos bibliotecários e usuários da informação, tendo como cenário a (r)evolução tecnológica, através da qual documentos surgem em formato nato-digital com velocidade de publicação inigualável. Aponta a obsolescência das metodologias utilizadas para tratamento da informação em bibliotecas tradicionais, diante das possibilidades tecnológicas para tratamento da informação como mecanismos de busca e indexação em repositórios eletrônicos. Discute as necessidades informacionais de tipos de usuários da informação. Para tanto, aborda os repositórios institucionais, o Open Archives, as ontologias e a Web Semântica, como iniciativas para suprir necessidades dos leitores por acesso a textos completos em ambiente digital. Defende que a Biblioteconomia contemporânea precisa se pautar neste percurso evolutivo das tecnologias da informação no âmbito da organização e recuperação da informação, para assim entender e reconduzir o novo necessário no tratamento informacional, através das teorias e metodologias legadas.

 


Palavras-chave


Organização da informação. Tecnologia da informação. Usuários da informação. Produção do conhecimento. Comunicação científica.

Texto completo:

PDF




Em Questão | ISSN 1808-5245

Classificação Qualis: A2 - Comunicação e Informação; B2 - Ciências Ambientais; B3 - Administração, Ciências Contábeis e Turismo; B4 - Sociologia; B5 - Engenharias I.

Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação | Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rua Ramiro Barcelos, 2705, CEP 90035-007 - Porto Alegre, RS, Brasil | E-mail: emquestao@ufrgs.br 

Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos